Campanha no Ar
Campanha no Ar
 

Insone

FERNANDO BARROS DE MELLO
da Folha

O prefeito e candidato à reeleição Gilberto Kassab (DEM) chegou à reta final da campanha sem dormir. Após o debate da Globo, Kassab foi a um jantar com caciques do PSDB, DEM e PPS na casa do seu coordenador do plano de governo, Guilherme Afif.

Kassab diz que chegou em casa e dormiu menos de uma hora. Isso porque acordou logo às seis da manhã para compromissos com membros da campanha. Às 8h30 começou sua agenda diária. À tarde Kassab recebeu em casa o marqueteiro Luiz González.

Aliados do prefeito brincam que ele começa a copiar o estilo insone do governador José Serra (PSDB). Ele nega.

Escrito por equipe às 19h21

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Carreata

CLÁUDIO DANTAS SEQUEIRA
da Folha

Composta por mais de 60 veículos e dois caminhões, a carreata de Marta Suplicy (PT) pela zona sul causou vários pontos de retenção e congestionamentos. Surpreendidos com o barulho dos carros de som, muitos moradores expressaram irritação na passagem do comboio.

Até o motorista de um dos veículos da carreata pôs em dúvida a estratégia na véspera eleitoral: "Acho que perde votos", disse, sem se identificar para evitar represálias.

Tão logo partiu da Ponte João Dias, a carreata petista foi multada por PMs, que anotaram as placas de dois jipes que levavam militantes em cima da caçamba.

Em outro veículo, uma militante agitava bandeira com o tronco para fora da janela traseira. Dentre as muitas irregularidades cometidas no trânsito, a reportagem registrou paradas em locais proibidos, ocupação de até duas pistas e motoqueiros da campanha trafegando na contra-mão.

O caminhão que levava Marta Suplicy e Aldo Rebelo cruzou 8 semáforos vermelhos.

Escrito por equipe às 19h16

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Arquibancada

da Folha

Durante a carreata da Marta na zona leste, o candidato a vice, o palmeirense Aldo Rebelo, estava mais preocupado em perguntar aos assessores quanto estava o placar do jogo de seu time contra o Fluminense do que em acenar para os eleitores.

O Palmeiras começou perdendo por 1x0.

Escrito por equipe às 16h39

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Lacerda distribui adesivo contra Quintão

da Folha

Em Belo Horizonte, a campanha de Marcio Lacerda (PSB) tem distribuído um bottom contra Leonardo Quintão (PMDB).

Ele alude a uma cena, já utilizada por Lacerda nesta campanha, em que Quintão fala em "chutar a bunda" de petistas em Ipatinga.

Escrito por equipe às 13h01

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Oposição se reúne na casa de Afif

CATIA SEABRA
da Folha

Terminado o debate da Globo, lideranças da oposição se reuniram em jantar oferecido pelo democrata Guilherme Afif Domingos na casa dele, nos Jardins.

O governador José Serra, que não foi ao evento na emissora, foi um dos presentes no jantar.

Também passaram por lá, além do prefeito Gilberto Kassab, Roberto Freire, do PPS, Rodrigo Maia, presidente do DEM, e Sérgio Guerra, do PSDB.

Micarla de Sousa (PV), eleita no primeiro turno em Natal, estava entre os convidados.

Escrito por equipe às 02h04

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Debate na Globo teve 26 pontos no Ibope

da Folha

O debate da Globo registrou 26 pontos de média no Ibope. Foi o melhor resultado entre os seis confrontos promovidos por emissoras de TV em São Paulo desde o primeiro turno.

Cada ponto na Grande São Paulo equivale a 56 mil domicílios.

Antes da Globo, o melhor resultado de um debate tinha sido na Record, no domingo passado, com 14 pontos.

No primeiro turno, a Globo não realizou confronto entre candidatos.

A emissora tentou fazer o debate com apenas cinco políticos, mas disse ter encontrado resistência de "nanicos", que não abriram mão de participar.

Confira nos posts abaixo como foram os bastidores do último debate desta eleição.

Escrito por equipe às 00h42

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Frase do dia

Frase do dia

"O que o procurador-geral da República chamou de ‘quadrilha’... Eu nunca vi você criticar esses seus companheiros que fazem campanha com você e dizer que se afastou deles. (...) Eu queria ouvir o que você pensa desse time que o procurador-geral chamou de ‘quadrilha’"

Gilberto Kassab, candidato do DEM, no debate da Globo

Escrito por equipe às 00h04

Comentários () | Enviar por e-mail | Frase do dia | PermalinkPermalink #

Frase do dia

Frase do dia

"A cidade estava contaminada pelo vírus da corrupção da gestão Pitta da qual o sr. foi secretário de Planejamento"

Marta Suplicy, candidata do PT, no debate da Globo

Escrito por equipe às 00h04

Comentários () | Enviar por e-mail | Frase do dia | PermalinkPermalink #

Serra não vai a nenhum debate em SP

da Folha

Como nos outros cinco debates desta eleição em São Paulo, o governador José Serra não compareceu nesta noite na Globo.

Por outro lado, José Aníbal, ferrenho alckmista, está na platéia.

É visível, no entanto, seu esforço para manter os olhos abertos.

Escrito por equipe às 23h43

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Toma que o filho é teu

da Folha

O deputado federal José Mentor (PT-SP) deu um tapinha nas costas de seu colega de Câmara e ex-secretário de Transportes de Marta, Jilmar Tatto (PT-SP), quando Kassab afirmou que ele tinha sido a favor do pedágio urbano, projeto que a candidata petista tenta colar no prefeito.

O Campanha no Ar antecipou nesta tarde a estratégia kassabista de vincular Tatto ao pedágio urbano.

É uma resposta do DEM à campanha do PT, que exibiu no programa eleitoral um discurso em que o líder do DEM na Câmara, vereador Carlos Apolinário, defende a adoção do pedágio urbano na cidade.

Escrito por equipe às 23h33

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Presidentes de PSDB, DEM e PPS estão em SP

da Folha

O debate final em São Paulo explicitou o tamanho da aposta da oposição na eleição paulistana e em Gilberto Kassab.

O programa contou com a presença dos presidentes nacionais do DEM, Rodrigo Maia, do PSDB, Sérgio Guerra, e do PPS, Roberto Freire.

Escrito por equipe às 23h18

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Entre choro e risos

da Folha

Na platéia da Globo, como nos outros debates, muita torcida para os candidatos.

Quando Marta Suplicy ameaçou chorar ao falar sobre moradia, a claque de Gilberto Kassab se debruçou sobre um aparelho de TV no chão para ver se a petista caía nas lágrimas.

Por outro lado, a platéia petista riu quando o mediador Chico Pinheiro chamou o prefeito de Geraldo Kassab.

Escrito por equipe às 23h10

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Marta vai de Pitta; Kassab, de mensalão

da Folha

Marta Suplicy tenta desde o primeiro bloco associar Gilberto Kassab à gestão de Celso Pitta (1997-2000), de quem foi secretário de Planejamento. O prefeito, no entanto, "esperou" até o segundo bloco para tentar vincular a petista ao escândalo do mensalão.

Rebatendo a ex-prefeita, o democrata disse: "Eu nunca vi você criticar esses seus companheiros", citando Silvio Pereira, Delúbio Soares e José Genoino, todos envolvidos no caso.

"Eu me afastei do Pitta", afirmou Kassab.

E emendou que não viu a adversária fazer o mesmo em relação ao "time que o procurador-geral da República chamou de quadrilha".

Escrito por equipe às 22h54

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mercadante e Berzoini não aparecem na Globo

da Folha

Do lado de Marta Suplicy, nem Ricardo Berzoini, presidente nacional do PT e deputado federal por São Paulo, nem Aloizio Mercadante, senador por São Paulo, nem Arlindo Chinaglia, presidente da Câmara com base eleitoral em São Paulo, apareceram na Globo.

Além dos petistas-martistas, a claque da ex-prefeita contou com quatro integrantes do MR-8, que abriu dissidência pró-Marta no PMDB, partido que está oficialmente com Gilberto Kassab.

Escrito por equipe às 22h35

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Petista ironiza "vagabundo" de Kassab

da Folha

Integrantes da coordenação de campanha de Marta Suplicy, Rui Falcão e Jilmar Tatto demonstraram surpresa ao serem informados, já nos estúdios da Globo, que o vídeo no qual Kassab chama um munícipe de "vagabundo" tinha ido ao ar no programa de TV.

Depois de sorrir, Falcão comentou: "Mas isso é invadir a vida pessoal dele, né?".

Foi em referência à já histórica inserção "É casado? Tem filhos?".

Escrito por equipe às 22h09

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

PT leva dez kombis para a Globo; DEM reclama

da Folha

A campanha de Marta Suplicy enviou pelo menos dez kombis lotadas de cabos eleitorais para a frente dos estúdios da Globo, na zona sul da cidade.

Eles tomaram parte da calçada com bandeiras e gritos de apoio à candidata.

A campanha do DEM reclamou que o PT descumpriu o acordo de não levar claques ao debate.

Escrito por equipe às 21h47

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Suplicy diz preferir coisas "positivas" de Marta

da Folha

Também na platéia para assistir in loco ao debate da TV Globo, o senador Eduardo Suplicy (PT) comentou o programa do PT com o "vagabundo" de Gilberto Kassab.

O petista disse que preferia ter visto na TV coisas "positivas" de Marta.

Escrito por equipe às 21h37

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

González vê "desespero" na propaganda do PT

da Folha

Já nos bastidores da TV Globo para o debate de logo mais, Luiz González, marqueteiro da campanha de Gilberto Kassab, comentou o programa do PT desta noite, que levou ao ar os gritos de "vagabundo" do prefeito.

González classificou a estratégia de "desespero".

Segundo ele, o que foi ao ar na propaganda petista simboliza "o começo do terceiro turno", em referência à disputa de 2010.

Escrito por equipe às 21h23

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

PT leva à TV o "vagabundo" de Kassab

MICHELE OLIVEIRA
da Folha

Ficou para o último programa de TV desta eleição uma das armas mais cogitadas pelos adversários de Gilberto Kassab para desestabilizar a candidatura do prefeito.

Na despedida do programa eleitoral, coube a Marta Suplicy mostrar o episódio em que Kassab, em fevereiro de 2007, expulsa, aos berros, o publicitário Kaiser Paiva Celestino da Silva de um posto de saúde.

A propaganda petista exibiu a cena toda, que ficou famosa pelos gritos de "vagabundo" do democrata.

O ator chama o telespectador a tirar "você mesmo" as conclusões sobre o prefeito, que, "às vezes, quer ser simpaticão, boa praça, até beijoqueiro, mas às vezes não consegue".

Em seguida a cena de Kassab:

"Sai daqui! Fora, estamos no hospital. Vagabundo! Fora! Fora já daqui! Leva ele embora. Estamos no hospital, leva ele embora. Respeita doente. Vagabundo! Vagabundo!".

No final, o publicitário chora na TV.


Kassab e o "vagabundo" no programa do PT

Escrito por equipe às 21h19

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Serra pediu votos para Alckmin e Kassab na TV

MICHELE OLIVEIRA
da Folha

Com o PSDB dividido em São Paulo, o governador José Serra (PSDB) foi à TV nesta eleição pedir votos para dois candidatos.

No primeiro turno, apesar de trabalhar nos bastidores pela reeleição de Gilberto Kassab, do DEM, Serra apoiou na TV ─e quase que somente nela─ Geraldo Alckmin, seu correligionário.

Na estréia da propaganda eleitoral, em agosto, enalteceu a história do PSDB para dizer:

"São exatamente a história do PSDB, o espírito do nosso partido e as qualidades do seu candidato [Alckmin] que me levam a apoiá-lo nesta eleição".

No segundo turno, sem Alckmin na disputa, Serra se viu livre para, enfim, pedir votos para o prefeito.

"É assim que eu estou trabalhando com o Kassab: parceria na saúde, no ensino técnico, no metrô. Então, vamos juntos, com Kassab prefeito", disse o governador ontem e hoje no programa do democrata.

Acusado por alckmistas de falta de empenho para eleger o ex-governador, Serra, no entanto, gravou depoimento mais longo para o tucano do que para o prefeito.

Foram 29 segundos para o correligionário e 13 segundos para Kassab.

Confira no vídeo abaixo os dois depoimentos de José Serra na TV.

Escrito por equipe às 19h58

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Tatto defendeu pedágio urbano, lembram kassabistas

CATIA SEABRA
da Folha

Em resposta à campanha da petista Marta Suplicy (PT), aliados do prefeito Gilberto Kassab (DEM) lembram que, em agosto de 2005, o hoje deputado federal Jilmar Tatto (PT) defendeu a adoção de pedágio urbano na cidade.

Em entrevista à Folha, Tatto, que foi secretário dos Transportes de Marta, disse ser "favorável" ao pedágio urbano e pregou a necessidade de "uma ação mais radical" na cidade.

"A cidade de São Paulo, mais cedo ou mais tarde, vai ter que ter. Mas politicamente é um desastre. É perda de votos", disse à época.

Há dois dias, a campanha de Marta exibe no programa eleitoral um discurso em que o líder do DEM na Câmara, vereador Carlos Apolinário, defende a adoção do pedágio urbano na cidade.

Escrito por equipe às 15h58

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Justiça restringe saques bancários em MT

da Folha

A Justiça Eleitoral de Mato Grosso baixou ontem resolução proibindo saques bancários, únicos ou cumulativos, acima de R$ 5.000 em todo o Estado. Também foi proibida a realização de pagamentos de qualquer valor a cabos eleitorais, coordenadores e demais auxiliares das campanhas na véspera e no dia do segundo turno em Cuiabá.

Pela resolução, saques acima do limite só serão autorizados mediante comprovação de que a finalidade não tem relação com o processo eleitoral. Segundo o tribunal, a medida foi tomada em razão de "denúncias de supostos crimes eleitorais", em especial a compra de votos, que chegaram à ouvidoria e aos juízes eleitorais.

Outras medidas foram tomadas. O TRE encaminhou pedidos de informação às empresas de transporte de valores sobre movimentações em espécie que ocorreram nesta semana, com identificação da origem e o destino do dinheiro. Outro pedido, desta vez de atenção redobrada, foi encaminhado à superintendência da Polícia Federal em Cuiabá.

Medida semelhante, e com o mesmo objetivo, já havia sido adotada no primeiro turno em Roraima e Rondônia.

Escrito por equipe às 15h13

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Globo reúne candidatos em 23 cidades

MICHELE OLIVEIRA
da Folha

As eleições 2008 começam a chegar ao fim nesta sexta-feira, quando termina a propaganda eleitoral no rádio e na TV e quando acontecem os últimos debates pelo país.

Nesta noite, a TV Globo reúne os candidatos do segundo turno em 23 cidades.

Em todos os municípios, o formato é o mesmo: cinco blocos e duração de 90 minutos.

No primeiro e no terceiro blocos, cada candidato fará duas perguntas ao adversário com tema livre.

No segundo e no quarto blocos, as quatro questões terão temas determinados, que serão sorteados pelo mediador.

No quinto e último bloco, os políticos fazem as considerações finais.

Em São Paulo, Marta Suplicy, em desvantagem nas pesquisas, anunciou durante a semana, no horário eleitoral, o debate da Globo.

Como ela, muitos candidatos pelo país encaram o programa como a última chance de virar o jogo antes da votação final.

O debate desta sexta-feira começa às 22h.

Escrito por equipe às 11h21

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Site da Prefeitura de Porto Alegre é tirado do ar

da Folha

O site da Prefeitura de Porto Alegre foi tirado do ar ontem à noite depois que a Justiça Eleitoral considerou que ele estava sendo usado para beneficiar a candidatura do prefeito José Fogaça (PMDB). A liminar (decisão provisória) foi pedida pela campanha da deputada federal Maria do Rosário (PT).

Os petistas afirmam que em textos institucionais o conteúdo eleitoral era disfarçado por meio de comparações de realizações da atual administração com as das gestões anteriores.

"Ainda que a divulgação das matérias não traga referência ao nome do prefeito, candidato à reeleição, o teor das mesmas indicam extrapolação da mera divulgação de atos administrativos", escreveu na decisão a juíza Helena Marta Maciel, da 116ª zona eleitoral.

A juíza mandou que as matérias fossem retiradas do ar. Notificada ontem à noite, a Prefeitura bloqueou o acesso a todo o conteúdo, deixando no ar uma página em branco.

"Noticiamos atos de gestão, não de campanha, mas preferimos tirar o site do ar por precaução", disse o procurador-geral do município, João Batista Linck Batista.

A Prefeitura apresentará um recurso hoje.

Escrito por equipe às 02h25

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Frase do dia

Frase do dia

"Não vejo como adequada a sanção de cassação de registro da candidatura, porque desproporcional e exagerada ao ato e realizado e, assim, a sanção pecuniária mínima é medida proporcional ao ato verificado"

Marco Antonio Martin Vargas, juiz da 1ª Zona Eleitoral em São Paulo, que negou pedido da petista Marta Suplicy de cassar a candidatura de Gilberto Kassab (DEM)

Escrito por equipe às 20h54

Comentários () | Enviar por e-mail | Frase do dia | PermalinkPermalink #

Kassab exibe hoje na TV declaração de Serra

CATIA SEABRA
da Folha

A propaganda de TV desta noite de Gilberto Kassab exibirá, enfim, um depoimento do governador José Serra.

Na mensagem, o tucano reforçará a parceria do governo estadual com o prefeito, para dizer que "quem ganha é a cidade".

Será a primeira vez que Serra aparecerá em depoimento exclusivo no programa de Kassab.

No entanto, o governador já teve sua estréia no horário eleitoral nesta eleição. No primeiro turno, ainda diante da divisão do PSDB, apareceu apoiando o correligionário Geraldo Alckmin.

Em 20 de agosto, disse, sobre Alckmin: "São exatamente a história do PSDB, o espírito do nosso partido e as qualidades do seu candidato que me levaram a apoiá-lo".

Escrito por equipe às 17h56

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Kassab vai pedir direito de resposta contra PT

CATIA SEABRA
da Folha

O comando de campanha de Gilberto Kassab (DEM) vai pedir ao TRE direito de resposta contra Marta Suplicy (PT) por ela ter citado no programa de TV que a candidatura dele corria o risco de ser cassada.

Nesta tarde, a Justiça Eleitoral manteve a candidatura do prefeito, ao negar pedido de cassação feito pela campanha petista, que acusou Kassab de uso da máquina pública em benefício próprio.

O juiz Marco Antonio Martin Vargas, da 1ª Zona Eleitoral, multou o democrata em R$ 5.320,50 pela utilização do evento no qual anunciou um investimento de R$ 198 milhões nas obras do Metrô.

"O parecer do Ministério Público será julgado nos próximos dias pelo TRE e poderá resultar na cassação da candidatura Kassab", disse o locutor na propaganda desta tarde da petista na TV.


Marta fala sobre a candidatura do Kassab na TV

A propaganda foi veiculada antes da decisão que manteve a candidatura do DEM.

Como o PT lançou dúvidas sobre a legalidade da candidatura Kassab, o prefeito vai pedir direito de resposta.

Escrito por equipe às 16h51

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Marta mostra petistas; Kassab exibe secretários

MICHELE OLIVEIRA
da Folha

Em propaganda nova nesta tarde, a campanha de Marta Suplicy exibiu hoje depoimentos inéditos de petistas.

Declararam apoio a Marta Suplicy os senadores Eduardo Suplicy e Aloizio Mercadante, os deputados federais Ricardo Berzoini, Jilmar Tatto e Carlos Zarattini e os prefeitos José de Filippi Júnior (Diadema) e Emídio de Souza (Osasco).


Senador Eduardo Suplicy no programa do PT

"Eu tenho a certeza de que a Marta vai dar os passos necessários para tornar São Paulo uma cidade muito mais solidária", disse o ex-marido da candidata.

Também no programa, a candidata explorou o parecer do promotor eleitoral Eduardo Rheingantz, favorável ao pedido de cassação da candidatura de Gilberto Kassab.

Na propaganda do democrata, a mesma de ontem à noite, também houve "desfile" de políticos. Exibiu o currículo dos secretários Alexandre Schneider, Eduardo Jorge, Januário Montone, Alexandre de Moraes, Clóvis Carvalho e Dimas Ramalho.

Na voz do locutor: "Kassab trabalha em união. Com profissionais competentes de vários partidos".


Kassab e seus secretários no programa de TV

Escrito por equipe às 13h40

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Marta tem 52% no extremo sul; Kassab, 70% no oeste

MICHELE OLIVEIRA
da Folha

A depender da última pesquisa Datafolha, a cidade de São Paulo vai reviver no domingo o que vem acontecendo nas últimas votações na capital: o PT se saindo melhor na periferia e o adversário ─neste turno, o DEM─, na parte central da cidade.

No levantamento divulgado ontem, no qual Gilberto Kassab tem 54% das intenções de voto e Marta Suplicy, 36%, é possível ver que a petista melhora seu desempenho nos extremos paulistanos.

No extremo sul, a intenção de voto dela sobe de 36% para 52%. Ela deve vencer o prefeito lá, onde ele tem 39%.

Nos extremos das zonas norte e leste, Kassab e Marta empatam. No primeiro caso, ele registra 48% contra 44% da petista. Na periferia da zona leste, ele vai a 45% contra 44% dela.

O democrata tem a preferência absoluta do eleitor em regiões ricas da cidade, como na parte sul mais próxima ao centro e na região oeste. Nos dois lugares, a intenção de voto no prefeito é 70%.

Escrito por equipe às 12h06

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Gilberto Carvalho deixa campanha do PT amanhã

RANIER BRAGON
da Folha

Depois de dez dias auxiliando a campanha de Marta Suplicy (PT) em São Paulo, o chefe-de-gabinete do presidente Lula, Gilberto Carvalho, volta amanhã para Brasília.

Ele afirma que havia acertado com "o chefe" férias até o encerramento da campanha. E diz que não há razão para permanecer em São Paulo na sexta, já que Marta só tem um evento público, o debate da TV Globo, à noite.

Carvalho mantém o discurso otimista, apesar das pesquisas: "A militância não está largando as ruas. Eu não vejo clima de abatimento. Já vimos viradas no final, e o debate da Globo pode ter grande influência", diz.

"Há jogo para ser jogado, não tem nada que jogar a toalha", conclui.

Escrito por equipe às 21h02

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Frase do dia

Frase do dia

"Com efeito, os representados ─especialmente o presidente do Metrô e o candidato Kassab, que são agentes públicos─ usaram bens públicos móveis e imóveis para fins eleitorais. (...) De fato, fosse uma mera cerimônia administrativa de repasse de recursos ─como sustentam os representados─, não precisava ser um espetáculo"

Eduardo Rheingantz, promotor eleitoral, no parecer favorável à ação em que Marta Suplicy pede a cassação da candidatura de Gilberto Kassab por conta do evento em que o prefeito posou ao lado de José Serra com um "checão" simbólico de R$ 198 milhões para investimento em obras do metrô

Escrito por equipe às 19h53

Comentários () | Enviar por e-mail | Frase do dia | PermalinkPermalink #

Líder do DEM contraria Kassab e defende pedágio

FERNANDO BARROS DE MELLO
da Folha

Carlos Apolinario, líder do DEM na Câmara de São Paulo, voltou hoje a contrariar o prefeito e colega de partido, Gilberto Kassab.

O vereador defendeu, mais uma vez, o pedágio urbano em São Paulo.

Durante a campanha, Kassab já disse várias vezes ser contra a cobrança para a circulação de carros em São Paulo.

No último debate na TV, Marta Suplicy (PT) citou projeto de Apolinario apresentado na Câmara que propõe o pedágio. Kassab disse discordar da idéia.

Hoje, Apolinario, em nota, voltou a defender sua proposta.

"Sem desrespeitar meu prefeito Gilberto Kassab, não tenho dúvida de que, no futuro, as grandes cidades, como Londres, terão pedágio urbano. No meu projeto, estou propondo que a cobrança de pedágio só tenha validade após consulta popular (plebiscito)", escreve ele.

Pelo projeto, para não prejudicar a população, o dinheiro arrecadado pelo pedágio será investido no transporte coletivo, "dando à toda a população o direito à passagem gratuita nos ônibus".

Escrito por equipe às 18h09

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dirceu "lembra" Marina Silva que ela é do PT

MICHELE OLIVEIRA
da Folha

O petista José Dirceu "registra" hoje em seu blog que a ex-ministra Marina Silva, petista que apóia Fernando Gabeira (PV-PSDB) no Rio, "sempre teve a solidariedade e a força do partido [PT] a seu lado".

Marina, que no primeiro turno gravou participação na campanha de Alessandro Molon (PT), candidato que foi abandonado pelo presidente Lula, tomou rumo diferente do partido neste segundo turno.

Enquanto o PT aderiu oficialmente à candidatura de Eduardo Paes (PMDB), Marina foi para o lado de Gabeira.

                                               Rafael Andrade - 21.out.08/Folha Imagem

Marina participa de almoço com Gabeira, ontem, no Rio

Em post de hoje, Dirceu lembra que a colega é "eleita pelo PT no Acre" e afirma que "é a segunda vez que a ministra-senadora torna público" o apoio a Gabeira.

"No Ministério do Meio Ambiente, Marina Silva enfrentou forte oposição, resistências diversas, vindas de áreas fortes e poderosas. Para enfrentá-las e para vencê-las, sempre contou com o apoio do PT e de nossa militância", diz o ex-ministro.

E comenta: "Nos piores momentos sempre teve a solidariedade e a força do partido a seu lado. Faço o registro tranqüilo. Nesse caso, o que afirmo ninguém pode me contestar".

Escrito por equipe às 16h53

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Aldo Rebelo vai ao Rio fazer campanha com Paes

RANIER BRAGON
da Folha

Aldo Rebelo (PC do B), vice na chapa de Marta Suplicy (PT), estava hoje na zona leste em campanha, mas vai dar uma "escapada" daqui a pouco.

Viaja ao Rio para participar de uma "choppada" da campanha de Eduardo Paes (PMDB), no Flamengo. O PC do B, de Jandira Feghali, aderiu ao peemedebista no segundo turno.

Aldo disse que ainda hoje volta para o "batente" em São Paulo.

Escrito por equipe às 16h01

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Polêmica sobre CEU é explorada na TV por Marta

MICHELE OLIVEIRA
da Folha

A discussão sobre o CEU Vila Formosa, presente no debate da Record no domingo e na troca de farpas de ontem entre os candidatos, continuou hoje na propaganda de TV.

A campanha de Marta Suplicy levou ao ar no programa da tarde o "desafio" lançado por Gilberto Kassab no debate.

"Eu queria convidar a todos, na terça-feira, estarei visitando terça de manhã, às 11h da manhã, o CEU Vila Formosa", disse o candidato na Record. 

O democrata, no entanto, não foi ao local. Fez, pela manhã, uma "vistoria virtual" na obra, em uma secretaria da prefeitura, e manteve a promessa de que o CEU será parcialmente entregue em fevereiro.

Horas depois, a petista foi à Vila Formosa, na zona leste, visitar a obra, que ainda está na terraplanagem.

Ela, que foi barrada na chegada às obras, chorou ao dizer aos operários que, na gestão dela, os filhos deles tinham preferência nos CEUs.

Essas imagens também foram parar na propaganda do PT.


Na TV, Marta conversa com operário na Vila Formosa

No mesmo bloco na TV, a campanha de Kassab manteve o clima "sorria" e não mencionou a polêmica em torno do CEU Vila Formosa.

O programa desta tarde foi o mesmo exibido na noite de ontem.

Escrito por equipe às 13h21

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Site de Kassab diz ser alvo de hackers

MICHELE OLIVEIRA
da Folha

A campanha de Gilberto Kassab (DEM) diz no site que nos últimos dias a página foi alvo de hackers, em ação para "derrubar" o endereço.

Segundo está no site, os "ataques" vieram de São Paulo, Brasília e Recife.

"Consideramos esse tipo de atitude uma baixaria. Estamos preparados para resistir a esse tipo de ofensiva, mas é sempre bom alertar também o nosso leitor", afirma a campanha.

Segundo a campanha do PT, a página de Marta Suplicy na internet também tem sido alvo desde o primeiro turno de ações de hackers. Eles dizem ter aumentado os mecanismos de defesa para manter a página segura.

Em Belo Horizonte, a campanha de Marcio Lacerda (PSB) informou ter acionado no final de semana a Delegacia Especializada de Repressão ao Crime Informático após a página oficial do candidato na internet ser alvo de hackers.

Escrito por equipe às 13h02

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Aliados querem que PT use "vagabundo" na TV

RANIER BRAGON
da Folha

Na reunião com congressistas e partidos coligados, na segunda, houve pedido de vereadores, sindicalistas e aliados para que a campanha de Marta Suplicy (PT) use na TV, nesta reta final, o episódio em que Gilberto Kassab (DEM) expulsou de um posto de saúde, em 2007, um manifestante aos gritos de "vagabundo".

Até agora, a cúpula da campanha resiste.

"Não vejo em que isso pode contribuir. A nossa idéia é apresentar o que a Marta tem de propostas para a cidade", disse Carlos Zarattini, coordenador da campanha.

O marido de Marta, Luis Favre, parece ter gostado da sugestão. Colocou ontem em seu blog a seqüência de fotos do incidente, com a legenda: "Kassab agredindo munícipe: DNA do truculento PFL".

Escrito por equipe às 11h27

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Kassab senta na cadeira antes da hora, diz Marta

RANIER BRAGON
da Folha

Marta Suplicy (PT) afirmou na noite desta terça, em entrevista à Rede Eldorado, que Kassab está "sentando na cadeira antes da hora".

 

De acordo com o Datafolha, o prefeito tem 16 pontos percentuais de vantagem em relação a Marta.

 

"Já tivemos experiência em São Paulo de gente que sentou na cadeira antes da hora e, depois, teve que desinfetar", disse, em relação à derrota de Fernando Henrique Cardoso para Jânio Quadros em 1985.

 

Na ocasião, FHC sentou na cadeira de prefeito a pedido de um fotógrafo, às vésperas da eleição.

Escrito por equipe às 00h35

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Hora dos artistas

LAURA MATTOS
da Folha

Na última semana do segundo turno, famosos finalmente deram as caras no horário eleitoral de São Paulo.

Marta foi de Netinho, o pagodeiro eleito vereador, e de Alexandre Herchcovitch, estilista-grife. Já Kassab usou depoimentos do ator Juca de Oliveira e de Kiko, do conjunto musical teen KLB.

Mas a campanha paulista ficou muito longe da carioca, onde vários artistas declararam apoio a Gabeira, entre eles Caetano Veloso. Já Chico Buarque, também eleitor do Rio, decidiu apoiar Maria do Rosário, candidata petista à Prefeitura de Porto Alegre.

Escrito por equipe às 21h43

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

PT evita evento esvaziado com motoboys

ANA FLOR
RANIER BRAGON
da Folha

Marta Suplicy (PT) cancelou evento com motoboys hoje sob o argumento oficial de que teria que gravar para o programa eleitoral.

Na verdade, o quórum do encontro estava baixíssimo. Vários integrantes do sindicato da categoria apóiam Gilberto Kassab (DEM).

Também hoje, o presidente do conselho de administração da Gerdau, Jorge Gerdau Johannpeter, desmarcou com a petista.

Amigo do presidente Lula ─chegou a ser convidado para assumir um ministério─, o empresário comanda uma empresa que com freqüência faz doações a campanhas políticas.

Segundo a assessoria de Gerdau, o empresário esteve em São Paulo hoje, mas o encontro com a petista foi cancelado por causa de "imprevistos".

Escrito por equipe às 20h42

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Frase do dia

Frase do dia

"Eu vim ver que continua sem ter nada [no CEU Formosa]. Puseram uns peões, uma movimentação. Mas esta obra ele diz que entrega em quatro meses. Eu não sou engenheira, mas boba eu não sou. Quem já fez uma reforma sabe que não dá para fazer um CEU em quatro meses"

Marta Suplicy, candidata do PT, que visitou hoje as obras do CEU anunciado pela campanha de Gilberto Kassab (DEM)

Escrito por equipe às 20h26

Comentários () | Enviar por e-mail | Frase do dia | PermalinkPermalink #

Bispo desaprova manifesto em apoio a Marta

RANIER BRAGON
da Folha

O bispo auxiliar de São Paulo, d. Pedro Luiz Stringhini, desaprovou, em nota, o manifesto em apoio à candidata Marta Suplicy divulgado na semana passada por setores da Igreja Católica na cidade.

O texto, que foi distribuído a eleitores pela campanha petista, teve tiragem de 500.000 cópias.

Assinado por "padres, religiosos, religiosas, leigas e leigos da Igreja Católica nesta cidade", o manifesto pede apoio à ex-prefeita e diz:

"Cremos nas propostas da candidata Marta e na chance que, com o necessário apoio do governo federal e contando com mais recursos que no seu mandato anterior, Marta terá melhores oportunidades para aprofundar projetos que ela, como prefeita, já havia iniciado", citando CEU e bilhete único.

Em nota divulgada ontem no site da CNBB, d. Pedro Stringhini afirma que "a igreja não aprova a participação de padres em apoio a um manifesto de caráter político, partidário, eleitoral".

O bispo, responsável pela região de Belém, na capital, afirma ter proibido a divulgação do manifesto nas paróquias de sua área.

"A participação da igreja na sociedade existe em vista do bem comum e da Justiça, mas não é partidária e, por isso mesmo, jamais se posiciona em favor deste ou daquele candidato(a)", diz, na nota.

O ato que deu origem ao manifesto, na sexta-feira passada, foi organizado por Gilberto Carvalho, chefe-de-gabinete do presidente Lula e interlocutor da campanha com setores religiosos.

Carvalho defendeu o ato. "Acho natural e legítimo que o bispo tenha se manifestado frente à possibilidade de a instituição igreja ter sido usada por uma campanha eleitoral. Mas o que acontece nesse caso específico é que esse manifesto nunca pretendeu ser um manifesto de padres nem um manifesto da igreja", afirmou.

"É um manifesto de católicos, assinado por um fórum de católicos. E a própria igreja reconhece a legitimidade que os leigos têm de se manifestar e se expressar politicamente", conclui.

Escrito por equipe às 18h12

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Marta lança 'morada do idoso' na reta final

MICHELE OLIVEIRA
da Folha

No rádio, pela manhã e à tarde, Marta Suplicy exibiu uma nova proposta na propaganda eleitoral, batizada de "morada do idoso".

A cinco dias da votação final, a campanha petista diz que vai reformar prédios do centro e destiná-los à terceira idade, que, segundo Marta, representa "perto de 10% da nossa população".

Na voz da narradora: "Sabe aqueles prédios bons do centro que estão abandonados, que até dá pena?". "[Marta] Vai adaptar para a velha guarda, vai botar rampa, corrimão, ambulatório, biblioteca... Enfim, tudo de bom para os nossos velhinhos queridos", explica.

Embora a proposta de habitação para idosos esteja no programa de governo petista desde o início da campanha, a promessa não tinha aparecido na propaganda eleitoral com esse nome.

Está no documento: "Propiciar a habitação em edifícios do centro para moradores da terceira idade".

Sem detalhes sobre ambulatórios e bibliotecas, sem o "morada do idoso".

Escrito por equipe às 13h34

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Kassab amplia cabos eleitorais para 1.800

CATIA SEABRA
RANIER BRAGON
da Folha

Os comandos de campanha de Gilberto Kassab (DEM) e Marta Suplicy (PT) ampliaram o número de cabos eleitorais para reta final de campanha.

Na última semana antes do segundo turno, a campanha de Kassab aumentou de 1.100 para 1.800 os cabos eleitorais contratados para atividade de rua, diz o coordenador de mobilização.

Segundo o secretário municipal de Esportes, Walter Feldman, a idéia é concentrar esforços onde Kassab já venceu no primeiro turno, dando investidas também nos extremos da cidade.

"Conquistaremos o eleitorado de lá no segundo mandato", diz Feldman.

Em reunião ontem, a coordenação de campanha do PT decidiu, além de aumentar, intensificar o trabalho dos cabos-eleitorais.

O comitê recebeu também ontem uma nova fornada de material gráfico para distribuição.

Escrito por equipe às 11h24

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Frase do dia

Frase do dia

"Se o Caetano decidisse gravar para ele, ele o colocaria em todos os seus programas. É um pouco de ciúme"

Fernando Gabeira, candidato do PV à Prefeitura do Rio, respondendo a Paes

Escrito por equipe às 20h09

Comentários () | Enviar por e-mail | Frase do dia | PermalinkPermalink #

Frase do dia

Frase do dia

"Faltam propostas ao candidato. É só oba-oba, musiquinha, jingle, muito artista na televisão. Infelizmente não vamos passar os próximos quatro anos ouvindo o Caetano Veloso cantando 'Cidade Maravilhosa'"

Eduardo Paes, candidato do PMDB à Prefeitura do Rio

Escrito por equipe às 20h09

Comentários () | Enviar por e-mail | Frase do dia | PermalinkPermalink #

Tucano provoca 'ministro da tapioca' em Guarulhos

ADRIANO CEOLIN
da Folha

Presente em Guarulhos, na Grande São Paulo, para participar de evento ao lado do candidato Sebastião Almeida, do PT, o ministro Orlando Silva (PC do B) encontrou uma vendedora de tapiocas bem em frente ao condomínio onde aconteceria o ato.

A vendedora foi levada por militantes tucanos. Carlos Alberto, do PSDB, disputa o segundo turno com Almeida.

A mulher chegou ao local, um conjunto popular perto do aeroporto de Cumbica, em um carro com adesivos de Carlos Alberto e do vereador Geraldo Celestino.

No início do ano, foi revelado que Orlando Silva gastou, com cartão corporativo, R$ 8,30 em uma tapiocaria de Brasília.

O ministro encarou a provocação de hoje numa boa: "É do jogo político, está dentro das regras. Eu mesmo, quando fui líder estudantil, sempre fiz minhas manifestações".

Em abril, a CGU mandou Orlando Silva devolver R$ 8.000 aos cofres públicos por gastos irregulares com cartão do governo. Ele, no entanto, já tinha reembolsado a União em R$ 31 mil, o total gasto, para evitar questionamentos.

Escrito por equipe às 18h53

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Na TV, Marta ataca veto, e Kassab, viagem a Paris

MICHELE OLIVEIRA
da Folha

A campanha de Marta Suplicy explora em inserção que começou a ser veiculada no final de semana o veto de Gilberto Kassab a um projeto que ampliava a licença-maternidade das servidores.

O tema já foi usado pela candidata no debate da Band, no dia 12, quando leu o texto do veto no programa.

No comercial de TV, uma atriz lembra do veto, no início do ano, e diz que, "em agosto, ele voltou atrás e passou a defender a idéia".

A peça integra estratégia petista de tentar mostrar que o prefeito tem "duas caras". "Não se deixe enganar. Porque, enquanto o Kassab prefeito faz uma coisa, o Kassab candidato faz outra", diz ela.

No final, com música sombria de fundo e tela preta, o narrador pergunta: "Afinal, em quem acreditar, em Kassab do veto ou no que pede o seu voto?".

O prefeito, por sua vez, mantém a enchente de 2004 como tema de suas inserções.

Na TV, os bonecos cantam: "São Paulo na enchente, com água no nariz, o PT no comando e dona Marta em Paris".

No final, gesto repetido pelo candidato no debate de ontem, da Record: "Toc, toc, toc, bate na madeira, Marta outra vez, nem de brincadeira."

Escrito por equipe às 16h48

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Último debate em SP terá 90 minutos

MICHELE OLIVEIRA
da Folha

Já estão definidas as regras para o último debate desta campanha em São Paulo, o da TV Globo, na próxima sexta-feira.

Gilberto Kassab (DEM) e Marta Suplicy (PT) se enfrentarão durante 90 minutos, conforme ficou estabelecido em reunião entre a emissora e as campanhas na última sexta.

Em dois blocos, os candidatos perguntarão entre si com tema livre, no total de quatro questões.

Em outros dois, Kassab e Marta farão perguntas com tema indicado pelo mediador. De novo, quatro questões.

No final, as tradicionais considerações finais.

Escrito por equipe às 14h28

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Pesquisa do DEM diz que Kassab foi melhor

CATIA SEABRA
da Folha

Além da tradicional qualitativa, o comando de campanha de Gilberto Kassab (DEM) fez uma pesquisa telefônica ontem durante o debate da TV Record. Foram, ao todo, mil entrevistados.

Ao longo do debate, 60% disseram que Kassab apresentava melhor desempenho contra 27% de Marta Suplicy (PT).

Outros 2% responderam "nenhum dos dois" à pergunta "quem está se saindo melhor?".

Sete por cento afirmaram que os dois adversários tinham igual performance e 4% não souberam responder.

No site de Marta, o destaque para a participação da petista: "Candidada estabelece as diferenças entre gestões e prova que a sua foi muito melhor".

Escrito por equipe às 13h20

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Chico Buarque reforça campanha de Maria do Rosário

da Folha

Na última semana da campanha, o cantor e compositor Chico Buarque declarou apoio à candidata Maria do Rosário (PT), que tenta se eleger em Porto Alegre.

Chico não tinha manifestado apoio na TV a nenhum outro candidato do país. O depoimento exclusivo foi ao ar na noite de ontem.

"Eu acho que Maria do Rosário tem visão de futuro, tem um trabalho admirável com crianças, adolescentes, crianças de rua", disse Chico.

"Eu gostaria de estar em Porto Alegre, de ser porto-alegrense, esta semana para votar em Maria do Rosário", afirmou.

Segundo o Datafolha, o prefeito José Fogaça (PMDB) lidera a disputa com 50% das intenções de voto, contra 37% da deputada federal.   

Escrito por equipe às 12h12

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Debate mais visto

da Folha

O debate entre Marta e Kassab neste domingo foi o mais visto dos cinco confrontos desta eleição paulistana.

O programa rendeu à Record audiência média de 14 pontos, com picos de 20, segundo a assessoria de imprensa da emissora. 

Cada ponto na Grande São Paulo equivale a 56 mil domicílios.

Leia abaixo mais notas sobre o debate de ontem.

Escrito por equipe às 00h19

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Frase do dia

Frase do dia

"Tem prefeito que não sabe nem dizer o que faz. Tem que ler"

Marta Suplicy (PT)

Escrito por equipe às 00h14

Comentários () | Enviar por e-mail | Frase do dia | PermalinkPermalink #

Frase do dia

Frase do dia

"A ex-prefeita é traumatizada por taxas. Tinha até um apelido"

Gilberto Kassab (DEM)

Escrito por equipe às 00h10

Comentários () | Enviar por e-mail | Frase do dia | PermalinkPermalink #

Ânimos exaltados

da Folha

O secretário municipal Ricardo Montoro (Participação e Parceria) estava entre os convidados do DEM mais inflamados durante o debate na Record.

Puxava o coro de "cala boca" quando a platéia de Marta se manifestava. Os petistas reagiam no mesmo tom contra a claque de Kassab.

Escrito por equipe às 00h03

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Boca seca

da Folha

Quando falava da área da saúde, Marta Suplicy ficou com a boca tão seca que seus lábios colaram, dificultando a pronúncia de "hospital".

Assim que seu tempo acabou, a candidata se apressou em beber água.

Escrito por equipe às 23h48

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

De volta ao passado

da Folha

Marta Suplicy cometeu uma gafe e voltou um século no tempo ao falar de sua atuação como ministra.

"Quando eu era ministra do Turismo, eu levei para o presidente Lula um plano de ação para todas as capitais que iam sediar a Copa do Mundo em 1914."

Escrito por equipe às 22h47

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Direito de resposta

da Folha

A candidata Marta Suplicy pediu direito de resposta quando Gilberto Kassab falou sobre o mensalão.

Assim como no debate da Band, quando teve dois pedidos de direito de resposta negados, a petista não foi atendida pela produção da Record.

Escrito por equipe às 22h41

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Minha garota

da Folha

O ex-governador Orestes Quércia, um dos artífices da candidatura Kassab, não parava de receber cumprimentos pela liderança do democrata nas pesquisas. Com a vice Alda Marco Antonio a tiracolo, ele repetia: "Estamos indo bem, mas ainda é cedo".

Reservadamente, no entanto, vereadores eleitos pela coligação de Kassab já davam com certa a presença de Alda à frente de uma das pastas, provavelmente alguma ligada à área social, já que ela comandou área semelhante no Estado.

                                                                          Eduardo Knapp/Folha Imagem

Orestes Quércia e a vice de Kassab, Alda Marco Antonio, na ante-sala do debate

Escrito por equipe às 22h28

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Leitura atropelada

da Folha

O prefeito Gilberto Kassab se atrapalhou ao ler uma lista de comparações entre sua gestão e a de Marta Suplicy e acabou cometendo uma gafe. Disse que no governo Marta "não tinha posto de gasolina fajuta e agora tem".

Em sua réplica, a petista atacou: "E agora tem prefeito que não sabe nem dizer o que faz. Tem que ler".

Um dos assessores de Kassab reagiu e fez sinal para o candidato parar de ler.

Escrito por equipe às 22h28

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Enfim, o futuro

da Folha

Após dez perguntas, enfim as primeiras questões diretas sobre os próximos quatro anos.

Marta teve que falar de seus planos para a saúde. Kassab ouviu uma questão sobre transporte coletivo.

Escrito por equipe às 22h23

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sob ataque

da Folha

Marta Suplicy ficou muito na defensiva no primeiro bloco do debate, segundo avaliação de petistas presentes ao evento.

Nos bastidores, o comentário era que a candidata ainda não consegue reagir bem quando questionada sobre as inserções do PT que falavam da vida pessoal de Kassab.

Escrito por equipe às 22h12

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Oito perguntas

da Folha

Mais quatro perguntas, agora feitas pelos candidatos, e o segundo bloco do debate na TV Record acabou sem nenhuma questão direta sobre propostas para a cidade.

Tanto Kassab quanto Marta se concentraram em apontar problemas nas gestões passadas do adversário. Falaram sobre saúde, habitação, impostos e trânsito.

Discussões sobre o futuro vieram apenas a reboque dessas perguntas.

Escrito por equipe às 22h00

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Claque afiada

da Folha

No primeiro intervalo do debate, Gilberto Kassab agradeceu à sua torcida pelos aplausos que o interromperam no primeiro bloco.

A claque do democrata caiu na risada quando, no intervalo comercial, entrou no ar um direito de resposta do prefeito contra Marta Suplicy.

Escrito por equipe às 21h45

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Quatro perguntas

da Folha

O debate da TV Record encerrou o primeiro bloco sem que fosse feita nenhuma pergunta sobre as proposta dos candidatos.

As quatro questões iniciais foram sobre o confronto das polícias, a inserção de Marta contra Kassab, a relação do prefeito do Lula e a taxa de rejeição da petista.

Nesse primeiro bloco, o mediador, Celso Freitas, pediu três vezes ao público que silenciasse enquanto os candidatos falavam.

Escrito por equipe às 21h34

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ainda a greve

da Folha

O primeiro embate entre Gilberto Kassab (DEM) e Marta Suplicy (PT) no debate da Record foi sobre o confronto entre as polícias Civil e Militar em frente ao Palácio dos Bandeirantes na quinta-feira.

Questionado sobre o comentário de José Serra, que atribuiu o conflito a "motivações político-partidárias", Kassab saiu em defesa do governador e defendeu o diálogo para resolver o impasse.

Marta reproduziu a frase dita por Lula ontem: "Quem não quer ser cobrado que não seja governo".

Escrito por equipe às 21h24

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Palmeiras x São Paulo

da Folha

Ao chegar para o debate na Record, Marta Suplicy (PT) usou o jogo entre Palmeiras e São Paulo para dizer que ainda tem chances de vencer o segundo turno contra Gilberto Kassab (DEM).

Na partida de hoje, o São Paulo ganhava por 2 a 0 quando o Palmeiras fez dois gols no segundo tempo e empatou o jogo.

Segundo a petista, "já houve disputas em segundo turno muito mais imprevisíveis".

Escrito por equipe às 21h05

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Extracampo

da Folha

Deputados estaduais que já chegaram para acompanhar o debate na Record negociam uma forma de a Assembléia Legislativa paulista mediar as negociações do Estado com os policiais civis, em greve há mais de um mês.

O presidente da Casa, Vaz de Lima (PSDB), admite que uma comissão poderá ser instalada para analisar o tema.

Escrito por equipe às 20h55

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Transigência

da Folha

À espera da chegada dos candidatos para o debate, a vereadora Claudete Alves _uma das mais radicais do PT_ conversava sobre educação em uma roda de tucanos, entre eles Clóvis Carvalho e Alexandre Schneider.

Escrito por equipe às 20h47

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Pedra cantada

da Folha

A despeito da reta final da campanha, o assunto que dominava as rodinhas de bate-papo na ante-sala do debate era o desfecho do seqüestro de Santo André.

Os petistas criticavam a polícia do governador José Serra, e os kassabistas a defendiam.

Escrito por equipe às 20h37

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Empolgação pré-debate

da Folha

Enquanto esperam início do debate, convidados do DEM formam em volta de Alda Marco Antônio (PMDB), vice de Gilberto Kassab (DEM), uma das rodinhas mais animadas.

Orestes Quércia (PMDB) e Zulaiê Cobra (PHS) dividem um sofá e discutem amenidades.

Escrito por equipe às 20h22

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Secretário de Kassab já está na Record

da Folha

O secretário municipal de Assistência Social, Paulo Sérgio de Oliveira e Costa, foi o primeiro a chegar para o debate hoje na TV Record.

Ainda não havia ninguém das campanhas do DEM e do PT, e Costa teve que esperar durante 15 minutos pela abertura da emissora a convidados.

Escrito por equipe às 20h08

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Site de Marcio Lacerda é alvo de hackers

THIAGO REIS
da Folha

A disputa pela Prefeitura de Belo Horizonte virou, mais uma vez, caso de polícia. A campanha de Marcio Lacerda (PSB) diz ter acionado a Delegacia Especializada de Repressão ao Crime Informático após a página oficial do candidato na internet ser alvo de hackers durante o final de semana.

"O site de Marcio Lacerda está fora do ar! Chega de abuso de poder, de abuso econômico" era a mensagem no site ontem. "Marcio Lacerda diz que lutou contra a ditadura, pela liberdade de imprensa, mas está fazendo tudo ao contrário do que diz ter feito, comprando todos os meios de comunicação e se unindo aos poderosos de Minas. Fora corrupto. Fora mensalão" continuava o texto.

Com a assinatura "Movimento Estudantil - Guerrilheiros da Web", ele ainda continha um link que levava a um blog "Anti-Lacerda".

No endereço eletrônico, várias mensagens contra o candidato de Aécio e Pimentel e jogos, como um que dava ao usuário a oportunidade de "chutar" Lacerda _uma referência ao polêmico vídeo em que o adversário Leonardo Quintão (PMDB) aparece fazendo campanha para o pai em Ipatinga dizendo que vão ganhar e "chutar a bunda" dos petistas.

Para a campanha de Lacerda, a invasão é mais uma tentativa de prejudicar o candidato, que, segundo o Datafolha, está dez pontos atrás do peemedebista. Segundo a coordenação, o fato de haver uma página toda preparada contra Lacerda demonstra que "a ação foi arquitetada há bastante tempo".

No comitê de Lacerda, coordenadores de campanha acusaram Quintão de fazer uma armação no debate realizado na Faculdade de Direito da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) na semana passada, quando ele diz ter sido ameaçado por apoiadores de Lacerda. Foi exibido um vídeo com cenas do final do encontro.

Em nota, o Centro Acadêmico Afonso Pena também criticou Quintão. "A afirmação de que foi agredido e sofreu ameaças no debate, além de uma inverdade, constitui afronta direta à credibilidade e histórico do centro acadêmico."

O deputado estadual Sávio Souza Cruz (PMDB), que participa da campanha de Quintão, rebateu. Disse que nos debates há sempre "uma tropa de choque, um batalhão de provocadores" de Lacerda e que "Quintão sofreu toda sorte de provocações e teve de fato sua integridade física gravemente ameaçada".

Escrito por equipe às 17h21

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

‘Bitch is the new black’

NELSON DE SÁ
da Folha

Qualquer ilusão quanto à tão propagada originalidade da propaganda brasileira desaba diante da série de Antonio Tabet, o Kibe Lobo, que está em seu 48º exemplo de, por assim dizer, inspiração.

Não é diferente com a série do marqueteiro petista João Santana sobre "quem é Gilberto Kassab", inspirada por "who's Barack Obama", do marqueteiro republicano Steve Schmidt, o discípulo que o lendário Karl Rove emprestou a John McCain.

Mas o paralelo histórico _e trágico_ da campanha de Marta Suplicy é de estratégia, não de forma. É com Hillary Clinton.

Como a petista, a democrata foi alvo por semanas da cobertura que privilegia Obama. Abusar de sua vida pessoal era "fair game", estava dentro das regras. Até que ela ou, melhor, seu marido reagiu. E sua campanha se tornou racista.

A diferença é que, por lá, algumas mulheres defenderam Hillary. A âncora Katie Couric e a comediante Tina Fey, esta em sua primeira intervenção de envergadura na eleição, com a tirada "bitch is the new black", reagiram ao cerco.

Também a lendária National Organization of Women, com eco no editor público do "New York Times".

Por aqui, o abuso se insinuou antes pelas produções do marqueteiro tucano Luiz Gonzalez, que chegou a usar sotaque argentino em comercial, avançou pela cobertura e, apelando a Paulo Maluf no debate, entrou pelo preconceito.

A diferença é que o país não tem Katie Couric nem Tina Fey e a organização de mulheres é ignorada. Uma jornalista chegou a dizer que Marta pode ser abusada que ninguém tem pena. Até que ela ou alguém por ela reagiu. E sua campanha se tornou preconceituosa.

O que apenas serviu de deixa para, direta ou novamente por terceiros, dizerem por todo lado que é uma adúltera.

Hillary Clinton, dias atrás, anunciou que não vai mais se candidatar a presidente, em disputa futura. Marta Suplicy, que também deve perder, pelo que indica o Datafolha, talvez demore mais a ceder.

Escrito por equipe às 15h15

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Integrantes de ONGs reforçam campanha de Kassab

CLAUDIO DANTAS SEQUEIRA
da Folha

O prefeito Gilberto Kassab (DEM) teve recepção calorosa ontem à tarde no "encontro com mulheres", na Liberdade. O evento de campanha teve reforço de moradores de bairros da periferia, como Parelheiros e Campo Limpo. Eles foram levados ao local em ônibus fretados pela campanha.

Dentre os cerca de 400 participantes, estavam funcionários de ONGs que têm convênios com a Prefeitura de São Paulo. Além de pessoas beneficiadas pelos programas.

"Tínhamos pessoas de vários lugares de Parelheiros, assistidas por nós e por outras entidades", disse Rosemeire das Neves, gerente do programa Ação Família, implementado pela ProBrasil em parceria com a Prefeitura.

A Associação Comunitária Habitacional Vargem Grande (Achave), que recebeu um Telecentro em janeiro deste ano, também ajudou a engrossar as fileiras do ato político, como explicou a funcionária Sandra Gomes.

Outro ônibus levou pessoal do projeto Guaraci, dirigido pela líder comunitária Maria Rodrigues dos Santos. No evento, Maria pediu a crianças do projeto que mostrassem a Kassab cartazes pedindo a construção de um hospital para mulheres em Cidade Ipava, mas um assessor lhe pediu para recolher o material. "Ele disse que não ficaria bem", disse. Todos receberam lanches depois do comício.

Escrito por equipe às 12h37

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Blog do caderno Brasil, da Folha, com curiosidades e bastidores das campanhas pelo país, nas ruas e no horário eleitoral. É coordenado por editores do caderno, com produção de repórteres e redatores, em São Paulo, das sucursais de Brasília e do Rio e dos correspondentes da Agência Folha.

SITES RELACIONADOS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha Online.