Campanha no Ar
Campanha no Ar
 

Frase do dia

Frase do dia

"Agora ela é acusada de preconceituosa? Eu ainda vou criar o dia da hipocrisia neste país."

Lula, defendendo Marta das críticas por causa da inserção que pergunta se o eleitor sabe se Kassab é casado e se ele tem filhos

Escrito por equipe às 18h57

Comentários () | Enviar por e-mail | Frase do dia | PermalinkPermalink #

Hora da decisão

RANIER BRAGON
da Folha

Contrariando um pouco o senso comum de que o eleitor decide o voto na reta final, 66% dos entrevistados pelo Datafolha na quinta e sexta, em São Paulo, disseram ter decidido em quem votar pelo menos um mês antes do dia 5 de outubro.

Por outro lado, 9% afirmaram que tomaram a decisão no dia da votação.

Escrito por equipe às 16h58

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O voto segundo a idade

RANIER BRAGON
da Folha

O último Datafolha mostra que Marta Suplicy (PT) avançou 12 pontos percentuais entre o eleitorado de 16 a 24 anos e chegou a 46% das intenções de voto. Kassab caiu oito e tem 45%.

Na outra ponta, a história se inverte. O prefeito subiu 5 pontos percentuais entre os eleitores com mais de 60 anos, enquanto a petista caiu 6. Nessa faixa, ele tem 67% e ela, 24%.

Escrito por equipe às 14h00

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Kassab avança no eleitorado de Alckmin

RANIER BRAGON
da Folha
 
Marta Suplicy (PT) iniciou o segundo turno lançando anzóis ao eleitorado tucano, com elogios a Geraldo Alckmin e ao ex-governador Mario Covas (morto em 2001). A estratégia parece não ter dado certo.

O Datafolha do dia 8 mostrava que Gilberto Kassab (DEM) havia largado na segunda etapa com boa parcela dos votos tucanos. A última pesquisa mostra que ele ampliou a diferença.

Do dia 8 até agora, Kassab avançou 7 pontos percentuais no eleitorado tucano (para 93%). Marta caiu 5 (para 4%). Alckmin manifestou apoio a Kassab, pessoalmente, na terça-feira.

Escrito por equipe às 10h21

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Frase do dia

Frase do dia

"É público que alguns parlamentares e sindicatos, que são agentes externos da polícia, participaram deste movimento, procurando turbinar ao invés de jogar água fria"

Gilberto Kassab (DEM-SP), sobre a suposta participação de políticos no confronto entre policiais em São Paulo

Escrito por equipe às 20h52

Comentários () | Enviar por e-mail | Frase do dia | PermalinkPermalink #

Frase do dia

Frase do dia

"Querer culpar um partido político por uma incapacidade de negociação, eu não esperava essa postura do governador"

Marta Suplicy (PT-SP), sobre a declaração do governador José Serra (PSDB-SP) de que o confronto entre policiais civis em greve e a Polícia Militar teve motivação eleitoral

Escrito por equipe às 20h51

Comentários () | Enviar por e-mail | Frase do dia | PermalinkPermalink #

Kassab lidera enquete feita na USP

MICHELE OLIVEIRA
da Folha

Sondagem realizada na Cidade Universitária da USP mostra que, lá, Gilberto Kassab é o preferido dos eleitores.  

Enquete feita entre os dias 8 e 10 de outubro com 443 pessoas do campus revela que o prefeito venceria o segundo turno lá com 44,3%. Marta Suplicy teria 31,4%. Os votos nulos somam 17,4%, e os indecisos, 5,6%.

O levantamento foi publicado pelo "Jornal do Campus", feito por alunos da ECA (Escola de Comunicação e Artes).

A sondagem, segundo os responsáveis pelo jornal, tem representação proporcional de todas as unidades da USP e de todas as categorias da Cidade Universitária, alunos, professores e funcionários.

Assim, é possível constatar que a candidata do PT fica na frente das intenções de voto entre os professores e entre os alunos da área de humanas.

No primeiro caso, Marta tem 46,1% contra 26,9% de Kassab. No segundo, a ex-prefeita atinge 41,9% contra 28,9% do democrata.

Kassab, por sua vez, tem a preferência absoluta dos alunos (44,8% contra 29,8%) e funcionários (47,9% contra 33,8).

O prefeito vê sua intenção de voto subir entre os que estudam ciências exatas. Nesse segmento, ele, que é formado em engenharia na Poli, alcança 67,7% (Marta tem apenas 17,2%).

No primeiro turno, a sondagem do "Jornal do Campus" mostrou que Kassab liderava a disputa por lá, com 17,4%.

A análise estatística de todo o levantamento foi realizada pelo professor Sérgio Wechsler, do Departamento de Estatística do IME (Instituto de Matemática e Estatística).

Escrito por equipe às 17h48

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Vice de Kassab não confirma debate na Gazeta

RANIER BRAGON
MICHELE OLIVEIRA
da Folha

Depois de não conseguir realizar um debate entre os candidatos a prefeito de São Paulo no primeiro turno, a TV Gazeta também viu frustrada a intenção de realizar hoje um confronto entre os vices Aldo Rebelo, de Marta Suplicy, e Alda Marcoantonio, de Gilberto Kassab.

Apesar de ter assinado o convite para o programa e de ter concordado com as regras, a campanha do prefeito vem sinalizando que Alda não irá comparecer.

A emissora diz que está preparada para realizar o debate. No entanto, ciente das demonstrações da peemedebista de sua ausência, a TV Gazeta destinará a mesma meia hora reservada aos dois para uma entrevista somente com o vice de Marta.

Aldo Rebelo deverá entrar ao ar às 19h30 no "Jornal da Gazeta".

Nesta semana, a campanha de Kassab também negou dar entrevista à Record News, inviabilizando uma série programada pela emissora com outros candidatos do país.

Escrito por equipe às 15h42

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

SBT e Record duelam por candidatos em Salvador

LUIZ FRANCISCO
da Agência Folha, em Salvador

A disputa entre o SBT e a Record por audiência chegou às eleições de Salvador. As duas emissoras agendaram debates com João Henrique Carneiro (PMDB) e Walter Pinheiro (PT), que disputam o segundo turno, para o mesmo dia.

Pela programação, a TV Itapoan (Record) realizará o debate às 20h do próximo domingo, e a TV Aratu (SBT), às 22h30.

As emissoras dizem que os dois debates foram marcados por assessores do petista e do peemedebista logo após a confirmação do segundo turno.

Ao perceber o choque de horário, a Record propôs gravar o debate hoje e apresentá-lo no domingo, mas o PT não aceitou.

O departamento de jornalismo da Record afirma que outras 17 praças do Brasil vão realizar o debate no mesmo horário e não existe a possibilidade de alterar a grade da emissora para contemplar apenas Salvador.

O SBT informou que fez os primeiros contatos com assessores dos dois candidatos para marcar o debate.

Embora as duas emissoras estejam divulgando os debates, João Henrique e Walter Pinheiro não confirmaram presença ─as assessorias informaram que eles não vão participar de dois confrontos no mesmo dia.

O PT e o PMDB colocaram à disposição das duas emissoras outras datas para a realização do debate, mas, até ontem à noite, a Aratu e a Itapoan não tinham mudado de opinião.

Escrito por equipe às 12h37

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Marta e Kassab disputam taxistas hoje

RANIER BRAGON
da Folha

Marta Suplicy (PT) e Gilberto Kassab (DEM) vão hoje atrás do voto dos taxistas quase simultaneamente.

A campanha petista distribuiu panfletos ontem aos taxistas, nos semáforos, com críticas a Kassab e convocando-os para encontro com Marta às 12h30 na esquina do Sindicato dos Taxistas, na Vila Mariana (zona sul).

Duas horas depois, será a vez de Kassab visitar o mesmo sindicato.

Escrito por equipe às 11h04

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Kassab usa 'CQC' na propaganda

LAURA MATTOS
da Folha

O "CQC", programa de humor da Band, foi parar na propaganda de Gilberto Kassab (DEM) desta noite.

O horário eleitoral mostrou o prefeito brincando com o repórter Rafael Cortez. Com isso, o candidato se aproveita da popularidade do programa e ainda alfineta a adversária.

Na semana passada, Danilo Gentili, também do "CQC", disse ter sido empurrado por militantes e seguranças da campanha de Marta Suplicy (PT). A coordenação da campanha petista negou as agressões.

O programa ainda não decidiu se e quando exibirá essas imagens.

Escrito por equipe às 21h11

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Frase do dia

"Não é razoável eu fumar [maconha] no Brasil porque, como deputado, (...) eu não posso desrespeitar a lei. A segunda questão é que eu posso ter efeitos semelhantes ao relaxamento produzido pela droga através da meditação"

Fernando Gabeira, candidato do PV, na sabatina da Folha, sobre se fumava maconha

Escrito por equipe às 20h39

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Frase do dia

"Já experimentei maconha. Não gostei. Nunca mais usei. E acho que a droga é um mal na sociedade. Sou totalmente contra a descriminalização"

Eduardo Paes, candidato do PMDB, na sabatina da Folha, sobre se já tinha experimentado maconha

Escrito por equipe às 20h38

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Soninha também critica propaganda de Marta

da Folha

Fora da disputa pela prefeitura, a ex-candidata Soninha Francine (PPS) faz parte do coro que critica a propaganda petista que questionou aspectos pessoais da vida de Gilberto Kassab.

Em seu blog, a vereadora chamou o comercial de "fim da picada".

"A Marta se notabilizou, entre outras coisas, por militar a favor do respeito aos homossexuais e da garantia de seus direitos civis", afirma Soninha.

E questiona: "E se por acaso Kassab fosse/for gay? Isso o desqualifica, do ponto de vista do PT, para ser prefeito de São Paulo?".

A vereadora termina dizendo também ser "lamentável" colar na Marta "a imagem de madame despreocupada", em referência ao comercial do DEM que diz que ela estava em Paris quando a cidade sofreu com enchentes em 2004.

Segundo Soninha, debater a vida pessoal dos candidatos "não acrescenta nada à discussão que interessa: Qual das duas gestões se apresenta como melhor alternativa para a cidade?".

Escrito por equipe às 19h48

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Grupo do PSDB desiste de apoio oficial a Marta

ANA FLOR
da Folha

O "Movimento É a Hora do Troco", grupo de alckmistas que havia decidido dar apoio a Marta Suplicy (PT) em represália ao tratamento "desleal" dado a Geraldo Alckmin pelo PSDB no primeiro turno, se desmanchou antes mesmo de ir às ruas.

Estimado pelos organizadores em cerca de 4.000 pessoas, o grupo planejava uma passeata para este final de semana.

No entanto, uma conversa de Alckmin com articuladores da frente os fez desistir da empreitada.

Segundo um integrante do grupo, depois de dar apoio à candidatura de Gilberto Kassab (DEM), com direito até a foto ao lado do Kassabão, Alckmin pediu para que a iniciativa não avançasse.

Afirmando que "o tempo é o senhor da razão", o tucano pediu neutralidade, para que a retaliação não fosse oficial.

"Mas sempre terá aqueles que irão ‘escorregar o dedo’ na hora de votar", diz um dos rebeldes.

Escrito por equipe às 18h53

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

PT tentou acordo com DEM sobre inserções

CATIA SEABRA
da Folha

A campanha de Gilberto Kassab não aceitou proposta da equipe de Marta Suplicy quanto ao cumprimento dos direitos de resposta que o prefeito obteve na Justiça Eleitoral.

Os petistas tentaram concentrar em dois dias as inserções obtidas por Kassab no horário da Marta.

No entanto, a campanha do democrata não fechou o acordo e manteve a publicação diluída das inserções, que serão veiculadas nos mesmos horários dos comerciais do PT que atacaram Kassab.

A intenção do DEM é "invadir" o horário da petista na semana que vem, a última da campanha.

Nesta tarde entrou no ar o primeiro direito de resposta. A peça fala que "a Justiça Eleitoral pune agora a candidata Marta Suplicy, que ofendeu a honra de Gilberto Kassab".


Direito de resposta obtido por Kassab

Diz que a petista cometeu "insinuações maldosas" e que o candidato tem "história de vida limpa" e "age com transparência".

Ainda nesta tarde, o TRE-SP negou ao PT pedido de medida cautelar para que a veiculação dos direitos de resposta fosse cancelada.

O pedido foi indeferido pelo desembagador Walter Guilherme, vice-presidente e corregedor do tribunal.

Escrito por equipe às 16h04

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Marta diz na TV que AMA de Kassab é 'truque'

MICHELE OLIVEIRA
da Folha

A campanha de Marta Suplicy voltou a atacar hoje, nos comerciais de TV, realizações de Gilberto Kassab na área da saúde, uma das mais mal avaliadas pelos paulistanos.

Ontem estreou peça do PT questionando a eficiência do programa Mãe Paulistana. Hoje as AMAs (Assistência Médica Ambulatorial) viraram alvo.

A inserção acusa o prefeito de fazer obras "de última hora".

"De olho na eleição, ele inaugurou às pressas neste ano 68 AMAs, coisa que eles esqueceram de fazer em quatro [anos]", diz o narrador.

Afirmando novamente que Kassab recorre a "truques" para se reeleger, a propaganda de Marta diz que o prefeito dividiu UBSs (Unidades Básicas de Saúde) "ao meio" para criar as AMAs.

"Ele pegou UBSs, dividiu ao meio, colocou uma plaquinha e inaugurou as AMAs como se fossem prédios novos."


Comercial novo de Marta Suplicy

O narrador finaliza: "O problema não são as AMAs, elas até ajudam a população. O problema é fazer mágica com a verdade".

Kassab, que anuncia ter feito 110 AMAs junto com José Serra na prefeitura, também estreou peça nova.

Em um fala-povo, aparecem elogios de moradores da periferia, comemorando ruas asfaltadas e o fim de enchentes.

"Só quem mora lá na periferia para sentir na pele", diz uma mulher na TV.


Mulher faz elogios a Gilberto Kassab na TV 

Escrito por equipe às 13h23

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Kassab inviabiliza entrevistas da Record News

MICHELE OLIVEIRA
da Folha

A campanha de Gilberto Kassab (DEM) inviabilizou entrevistas que a Record News faria com os candidatos do segundo turno nas principais capitais do país.

A emissora previa exibir nesta semana programas de uma hora com os concorrentes de São Paulo, Rio, Belo Horizonte, Salvador e Porto Alegre. Seria meia hora para cada candidato de cada praça, um programa de uma hora por dia.

No entanto, a equipe do prefeito paulistano não topou gravar a entrevista. A assessoria de Kassab diz que Marta Suplicy também não ia aceitar.

Segundo a Folha apurou, o prefeito foi o primeiro a dizer "não" para a Record News. Assim, a emissora, então, sem poder contar com o programa da principal capital do país, decidiu cancelar os demais.

No primeiro turno, a campanha de Kassab já havia deixado de atender a um pedido da emissora, que tentou reprisar o debate realizado na Record. Kassab não permitiu que o programa fosse levado ao ar novamente.

Também no primeiro turno, a campanha de Geraldo Alckmin acusou o democrata de trabalhar, aliado a candidatos nanicos, contra o tradicional debate da TV Globo, que acabou cancelado. Kassab negou a articulação.

Escrito por equipe às 11h47

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Só 4 homossexuais assumidos se elegeram

JOSÉ EDUARDO RONDON
CÍNTIA ACAYABA
da Folha

Candidatos que se declararam homossexuais não conseguiram muitos votos nestas eleições. Apenas 4 dos 78 postulantes listados pela ABGLT (Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais) se elegeram.

Os quatro eleitos conseguiram as vagas em Câmaras Municipais da Bahia, Espírito Santo, Maranhão e Minas Gerais.

São dois gays, uma travesti e uma transexual. Lésbicas não conseguiram nenhuma vaga. Nenhum candidato a prefeito se assumiu homossexual.

O presidente da ABGLT, Toni Reis, afirma que, apesar do apoio de 219 candidatos homossexuais e "aliados" do movimento gay no país, ainda há preconceito na hora do voto.

"Da para ver por aí. Só pelo fato de a [propaganda da] candidata Marta Suplicy [PT] ter perguntado se o Kassab [DEM] é casado e tem filhos já deu toda uma polêmica grande", afirma Toni Reis.

No entanto, o presidente da associação diz que houve um avanço nesta eleição se comparada com o pleito de 2004.

"Antes, só havia uma representante homossexual eleita, a vereadora transexual Moacyr Sélia Filho", diz Reis.

Moa, como é conhecida, tem 51 anos e reelegeu-se pelo PR em Nova Venécia (ES), onde preside a Câmara Municipal.

"Você esbarra com a indagação: é um travesti, uma transexual, um gay?. Aí você já perde 50%. Para superar isso, tem de ser muito bom", diz Moa.

Com o slogan "A transparência faz a diferença", Moa teve 841 votos nesta eleição. Em 2004, conseguiu 740.

De acordo com a lista elaborada pela ABGLT, dos 219 candidatos que se declararam homossexuais ou "aliados" do movimento, 30 se elegeram.
           
           Divulgação/TSE

A vereadora Moa, reeleita
em Nova Venécia (ES)

Escrito por equipe às 00h07

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Frase do dia

Frase do dia

"Confesso que fui voz vencida nas discussões internas da campanha em relação a isso. Eu queria levar o assunto para a televisão e o pessoal de coordenação disse: ‘Não, isso é uma coisa irrelevante’"

Marcio Lacerda, candidato do PSB, em debate da Folha, sobre ele não ter tratado na propaganda de TV do primeiro turno das acusações feitas por adversários sobre seu suposto envolvimento com o mensalão

Escrito por equipe às 20h46

Comentários () | Enviar por e-mail | Frase do dia | PermalinkPermalink #

Frase do dia

Frase do dia

"Usei de um momento de descontração em público, porque é gostoso brincar com os companheiros, eu estava no meio da família peemedebista"

Leonardo Quintão, candidato do PMDB à Prefeitura de Belo Horizonte, no debate da Folha, sobre vídeo em que fala que vai "chutar a bunda" de petistas

Escrito por equipe às 20h45

Comentários () | Enviar por e-mail | Frase do dia | PermalinkPermalink #

Minc apóia Paes para evitar "tríplice traição"

RANIER BRAGON
da Folha

O ministro Carlos Minc (Meio Ambiente) negou hoje apoio ao velho companheiro de militância verde Fernando Gabeira (PV) no Rio. Alegou lealdade.

"Tenho uma história comum com o Gabeira, me orgulho dela e não vou renegá-la. Mas sou do PT, faço parte do governo estadual [do PMDB] e sou ministro do governo Lula", disse, citando três dos apoios que hoje reúne o adversário de Gabeira, Eduardo Paes (PMDB).

"Se apoiasse o Gabeira, vocês teriam uma bela manchete: ‘Tríplice traição. Para contentar seus eleitores, Minc trai PT, Sérgio Cabral e Lula’", afirmou, após almoçar com a candidata do PT em São Paulo, Marta Suplicy.

                                                                   Moacyr Lopes Júnior/Folha Imagem

Candidata Marta recebe apoio do ministro Carlos Minc

Escrito por equipe às 20h07

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Kassab 'aceita' até catapora de eleitor

CATIA SEABRA
da Folha

Às vésperas do segundo turno, vale quase tudo para não desagradar ao eleitor.

Ao lado de José Serra em evento no Sacomã, na zona sul, Gilberto Kassab foi abordado por uma mulher que carregava um bebê no colo.

Ao ver que a criança estava com brotoejas pelo corpo, o prefeito candidato perguntou: "O que que é isso?".

Regiane Gonçalves, a mãe, explicou que era catapora e ofereceu: "Quer pegar?".

Kassab, então, aceitou o convite e ficou segurando no colo a criança enferma.

Escrito por equipe às 19h02

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Folha faz debate entre Gabeira e Paes amanhã

A Folha realiza amanhã, dia 16, das 11h às 13h, um debate entre Fernando Gabeira (PV) e Eduardo Paes (PMDB), que disputam o segundo turno no Rio.

As inscrições para participar já estão encerradas.

No entanto, o internauta pode enviar questões aos candidatos pelo e-mail perguntadodebate@grupofolha.com.br.

O jornal selecionará perguntas que contemplem as principais áreas relacionadas à administração municipal.

Ao longo do debate, os candidatos poderão fazer perguntas livremente um para o outro, mas também responderão a questões feitas por jornalistas da Folha, pela platéia (que poderá enviar questões por escrito durante o debate) e pelos internautas.

O debate será realizado no cinema Odeon Petrobras (praça Floriano, 7, Cinelândia, no centro do Rio).

Escrito por equipe às 17h32

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Comercial de Marta diz que Kassab esconde DEM

MICHELE OLIVEIRA
da Folha

A nova fornada de comerciais que a campanha de Marta Suplicy está estreando hoje na TV inclui uma peça em que afirma que Gilberto Kassab "esconde seus amigos de partido", em referência ao DEM.

A inserção destaca nota da revista "Veja", que diz que o prefeito "não quer que as principais lideranças do seu partido passem perto de São Paulo neste segundo turno".

Sob as imagens de Jorge Bornhausen, ex-presidente do então PFL, hoje DEM, e de César Maia, prefeito do Rio, o narrador pergunta: "Por que será que Kassab esconde tanto seus amigos de partido?".

E finaliza com fotografia do senador Antonio Carlos Magalhães, morto em julho passado: "O que diria o velho ACM, que foi guru deles todos?".

No final, a propaganda insiste: "Por que será que Kassab esconde tanto seu passado?".

Escrito por equipe às 15h16

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Nova inserção do PT vê 'truque' de Kassab

MICHELE OLIVEIRA
da Folha

Ainda 12 pontos atrás do democrata Gilberto Kassab, segundo o Ibope, Marta Suplicy (PT) deixou de lado a vida pessoal do adversário para dizer que ele usa "truques" para ganhar a eleição.

Nas inserções desta manhã, o programa municipal Mãe Paulistana virou alvo das duas campanhas.

"Na propaganda de Kassab o Mãe Paulistana dá enxoval de qualidade e não tem estresse para marcar consulta", diz uma atriz com barrigão de grávida.

E questiona: "Será? Ou é mais um truque de propaganda para ganhar o seu voto?", diz ela, enquanto tira uma almofada debaixo do vestido.


Nova inserção da campanha de Marta Suplicy

No mesmo intervalo, na Globo, aparece o prefeito prometendo ampliar o programa das gestantes.

E mais "sorria, meu bem, sorria", o jingle já usado contra os ataques no primeiro turno de Geraldo Alckmin, que hoje está abraçado ao Kassabão e dizendo, no site do antes "dissimulado": "Kassab é a melhor opção para São Paulo".


No comercial de Kassab, promessa de ampliar o programa

Escrito por equipe às 12h18

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Kassab e Serra estarão juntos de novo na 6ª

CATIA SEABRA
da Folha

Além de posar para foto ao lado de José Serra nesta tarde com uma réplica de cheque de um metro e meio ─e de R$ 198 milhões para o metrô─, Kassab voltará a aparecer do lado do governador na sexta-feira, quando o centro da juventude Vila Nova Cachoeirinha será batizado de Ruth Cardoso.

A homenagem à ex-primeira-dama chegou a ser marcada para o fim de setembro, mas foi adiada a pedido de tucanos.

Além de Serra, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso deverá participar da solenidade.

Escrito por equipe às 11h29

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Frase do dia

Frase do dia

"Foi uma falta de respeito da campanha da minha adversária comigo e com a população de São Paulo. Uma insinuação maldosa, que isolou a ex-prefeita [...]. Foi uma campanha de baixo nível, que mostrou desespero da adversária"

Gilberto Kassab, candidato do DEM, na sabatina da Folha, sobre a inserção da campanha de Marta Suplicy (PT) que questionou aspectos pessoas da vida dele

Escrito por equipe às 20h56

Comentários () | Enviar por e-mail | Frase do dia | PermalinkPermalink #

Querem derrubar Lula, diz PT em folheto

da Folha

Panfletos que começaram a ser distribuídos hoje na cidade pela campanha de Marta Suplicy (PT) esquentaram ainda mais os ânimos entre os dois adversários.

O material, com tiragem de meio milhão de exemplares, faz comparações ─do ponto de vista petista─ entre Marta e Gilberto Kassab (DEM).

Entre outras coisas, diz que o prefeito e seus aliados "querem derrubar o presidente da República, espalham o ódio contra seu governo, querem voltar ao poder para acabar com as políticas sociais atuais".

A campanha de Kassab afirma que conseguiu agora há pouco liminar de busca e apreensão dos panfletos.

Em nota, o PT diz que o folheto traz "comparações cristalinas e irrefutáveis entre o atual prefeito e a administração comandada por nossa candidata entre 2001 e 2004".

Assinado pelo coordenador-geral da campanha petista, Carlos Zarattini, o texto fala que a iniciativa do prefeito de mandar apreender o material é atitude "própria da ditadura militar derrotada pelo povo brasileiro, mas que serviu de pia batismal para o partido ao qual pertence o candidato Kassab".

                                                       Reprodução/Editoria de Arte
 

Escrito por equipe às 20h40

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Kassab e Marta se enfrentarão em 2 blocos na Record

LAURA MATTOS
da Folha

No segundo debate entre Gilberto Kassab (DEM) e Marta Suplicy (PT), no próximo domingo, às 21h, na Record, haverá dois blocos com perguntas diretas entre eles, que nesta semana protagonizam uma disputa de fortes ataques.

Eles estarão de pé, atrás de uma tribuna, separados pelo mediador, Celso Freitas.

O democrata ficará ao lado esquerdo do vídeo. O programa deve durar duas horas. Cada um terá um minuto para "se apresentar", e Kassab, por sorteio, será o primeiro a falar.

O confronto direto se dará no segundo e no quarto blocos, com duas perguntas para cada um.

No primeiro e no terceiro, os candidatos responderão a questões de duas jornalistas da emissora. O quinto será apenas para as considerações finais. Marta, por sorteio, será a primeira a se despedir.

A Record News começa a transmissão um pouco antes, desde a chegada dos candidatos à sede da emissora.

Escrito por equipe às 20h31

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Kassab ganha direito de resposta contra Marta

CATIA SEABRA
da Folha

A campanha de Gilberto Kassab ganhou nesta tarde o primeiro direito de resposta contra a candidata Marta Suplicy.

Foi em relação à peça "Pense Bem", do PT, na qual foram feitas as perguntas: "Você sabe se ele é casado? Tem filhos?".

A vitória no TRE-SP foi em relação ao programa do domingo de rádio. No final da propaganda do PT, foi veiculada a peça que questionou aspectos pessoais da vida do prefeito.

Na TV, no entanto, a peça "Pense Bem" ficou fora do programa, sendo só exibida nos comerciais.

Embora o direito de resposta tenha sido exclusivo para o rádio, Ricardo Penteado, advogado da campanha, acredita que a decisão abrirá precedente para os outros dez pedidos de resposta feito pela equipe do democrata.

Escrito por equipe às 17h47

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Kassab diz que não é homossexual

da Folha

Na última pergunta da sabatina da Folha, nesta tarde, Gilberto Kassab (DEM) foi questionado pela platéia se era homossexual.

A resposta do prefeito: "Não".

                                                           Fernando Donasci/Folha Imagem

O candidato Gilberto Kassab na sabatina da Folha

Escrito por equipe às 16h31

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Alckmin posa com Kassab e Kassabão

da Folha

Geraldo Alckmin (PSDB) não só oficializou seu apoio ao ex-adversário Gilberto Kassab (DEM) como também posou ao lado do Kassabão, boneco da campanha do prefeito.

No encontro, que foi planejado ontem, o tucano e o democrata afirmaram que as desavenças ficaram no passado.

                                                                 Moacyr Lopes Junior/Folha Imagem

Gilberto Kassab e Geraldo Alckmin hoje, no centro da cidade

Escrito por equipe às 16h17

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Lacerda mostra inserção em que Quintão ataca PT

PAULO PEIXOTO
da Agência Folha

Na disputa do segundo turno em Belo Horizonte, a campanha de Marcio Lacerda (PSB) começou a bater forte no adversário Leonardo Quintão (PMDB).

Em uma inserção de TV, é mostrado um vídeo em que Quintão aparece fazendo campanha em Ipatinga (MG) para seu pai, Sebastião Quintão (PMDB), e dizendo que eles vão ganhar e "chutar a bunda" dos petistas.

Com o microfone na mão e falando em tom alto, Leonardo Quintão diz: "Vamos ganhar e vamos chutar a bunda deles!".

Em seguida, o locutor do programa de Lacerda pergunta: "É isso o que a gente quer para Belo Horizonte?".

A campanha de Quintão entrou com representação na Justiça Eleitoral pedindo a retirada da peça do ar.

Escrito por equipe às 15h49

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Kassab vai com claque para sabatina

CATIA SEABRA
da Folha

O comando da campanha de Gilberto Kasssab reservou três fileiras do Teatro Folha para a sabatina desta tarde. Ontem, Marta Suplicy só tinha reservado uma.

Para o evento com o prefeito, a vice na chapa do DEM Alda Marcoantonio Antonio e a aliada Zulaiê Cobra (PHS) foram as primeiras a chegar.

Já o vice-governador Alberto Goldman, o secretário municipal Ricardo Montoro e o líder Gilberto Natalini, todos do PSDB, chegaram juntos.

Escrito por equipe às 15h25

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Marta critica DEM, aliado do PT em 120 cidades de SP

FERNANDO BARROS DE MELLO
da Folha

A candidata Marta Suplicy, que tem feito ataques ao DEM, partido de Gilberto Kassab, viu o PT nesta eleição se aliar ao Democratas em 120 cidades do Estado de São Paulo.

No debate da Band, Marta disse que o DEM (antigo PFL) é "um partido em extinção", uma legenda de "coronéis" e "do atraso no Nordeste".

Na TV, a campanha do PT busca colar a imagem do partido à ditadura militar.


Na TV, Marta tenta vincular Kassab à ditadura

Ocorre que o PT é aliado do DEM em 120 cidades em São Paulo, cerca de 18,7% do total de 645 municípios do Estado.

Em 19 cidades, o PT é cabeça de chapa; em 14, o DEM é o cabeça. Em outras 87, eles pertencem à mesma coligação com outros partidos como cabeça de chapa.

A dobradinha PT-DEM, impensada em nível nacional, também foi a que registrou maior crescimento em relação à eleição de 2004: 41,9%, segundo reportagem da Folha de 30 de setembro (aqui, só para assinantes).

Em 2004, os partidos estiveram juntos em 674 cidades. Agora, são 957.

Escrito por equipe às 13h38

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Debate da Folha em BH é amanhã

A Folha promove amanhã, dia 15, das 11h às 13h, um debate entre Marcio Lacerda (PSB) e Leonardo Quintão (PMDB), que disputam o segundo turno em Belo Horizonte (MG).

As inscrições para participar estão abertas.

O debate em Belo Horizonte, assim como no Rio, terá um formato que permitirá ao máximo o confronto de idéias entre os dois candidatos.

Lacerda e Quintão poderão fazer perguntas livremente um para o outro, mas também responderão a questões feitas por jornalistas da Folha, pela platéia (que poderá enviar questões por escrito durante o debate) e pelos internautas, que já podem enviar suas perguntas para perguntadodebate@grupofolha.com.br.

O jornal selecionará questões que contemplem as principais áreas relacionadas à administração municipal.

O debate será realizado no teatro Dom Silvério (av. Nossa Senhora do Carmo, 230, São Pedro), em Belo Horizonte.

Os interessados em participar podem se inscrever pelo telefone 0/ xx/11/3224-3473, das 14h às 19h, ou pelo e-mail eventofolha@folhasp.com.br.

É preciso informar nome, RG e telefone.

Escrito por equipe às 13h20

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Amigo de Lula, Kotscho condena estratégia de Marta

da Folha

Ex-assessor e amigo do presidente Lula, o jornalista Ricardo Kotscho criticou em seu blog a campanha de Marta Suplicy (PT), que, segundo ele, "partiu para a baixaria contra Gilberto Kassab", do DEM.

Ele também condenou a estratégia de Eduardo Paes (PMDB), no Rio, contra Fernando Gabeira (PV).

"‘É casado? Tem filhos?’ (...) Qual é o problema? O que isso tem a ver com a decisão dos eleitores na hora de votar?", diz Kotscho, em referência ao comercial do PT.

Para ele, Eduardo Paes, "na falta de outros argumentos para enfrentar o adversário que passou à sua frente nas pesquisas, veio com aquela história mofada de insinuar que Fernando Gabeira faz a apologia das drogas".

"Pensei que esse tempo de levar a campanha eleitoral para a lama, quando as pesquisas mostram um cenário desfavorável, tivesse ficado para trás", conclui.

Escrito por equipe às 11h14

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Alckmin oficializa hoje apoio a Kassab

JOSÉ ALBERTO BOMBIG
FERNANDO BARROS DE MELLO

da Folha

 

O tucano Geraldo Alckmin oficializa hoje seu apoio ao prefeito e candidato à reeleição, Gilberto Kassab (DEM). Até o final da noite de ontem, os últimos detalhes eram  acertados, mas os dois devem tomar um café juntos nesta manhã perto do mosteiro de São Bento, centro de São Paulo, e depois fazer uma caminhada.


É o gesto mais incisivo de Alckmin até o momento, para se aproximar do governador José Serra e de seu grupo, que desde o início defendeu a candidatura Kassab. É também um aceno que tem no horizonte a sucessão do governo do Estado em 2010.


Na tarde de ontem, os deputados federais ligados a Alckmin, Edson Aparecido, Julio Semeghini e Silvio Torres, procuraram o coordenador do plano de governo de Kassab, Guilherme Afif Domingos, para propor o encontro.


Na avaliação do prefeito, o encontro unirá de vez o PSDB em torno da sua candidatura. O aceno também é uma forma de sobrevivência do grupo ligado a Alckmin. Sem cargo, os deputados precisam se preocupar com a reeleição em 2010.


Na última semana, o ex-governador ficou longe dos holofotes. Enquanto isso, os diretórios municipal e estadual do PSDB declararam apoio a Kassab, sem a presença de Alckmin ou de Serra.


Especialmente na reta final do primeiro turno, a campanha de Alckmin fez duras críticas a Kassab. O tucano chegou a chamar o adversário de dissimulado e o acusou de cooptar membros do PSDB. Alckmin também foi o primeiro a tentar ligar de Kassab a imagem dos ex-prefeitos Paulo Maluf e Celso Pitta.


Para rebater esse passado recente, os dois devem dizer que os interesses da cidade de São Paulo estão acima das diferenças do primeiro turno.

 

O ato de Alckmin com Kassab também será um recado claro à campanha de Marta Suplicy (PT). Nos últimos dias, a petista fez acenos ao ex-governador, a quem elogiou. Além disso, Marta tentou se apropriar do discurso do tucano. Ela repetiu Alckmin, ao chamar Kassab de dissimulado.

Escrito por equipe às 02h05

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Na TV, campanha de Kassab aponta 'baixaria'

LAURA MATTOS
da Folha

Kassab reagiu à propaganda de Marta Suplicy ontem à noite, no horário eleitoral. Sem mencionar o comercial sobre sua vida pessoal, inseriu depoimentos de eleitores afirmando que a petista partiu para a "baixaria" e que isso "pega mal" para ela mesmo.

O democrata usou poucos trechos do debate da Band, realizado anteontem, entre os quais, o que respondeu a Marta que não "controla a fraude" do bilhete único, como ela sugeriu em sua pergunta, e sim a "combate".

Já Marta dedicou praticamente todo o seu espaço no horário eleitoral a uma edição do debate. Exibiu principalmente trechos nos quais questiona se o eleitor deve acreditar no "Kassab prefeito" ou no "Kassab da propaganda".

Investiu em "contradições", como no momento em que questionou por que Kassab vetou cursos profissionalizantes em escolas da prefeitura e agora defende esse projeto na campanha, e por que não aprovou licença-maternidade de seis meses para as servidoras.

Escrito por equipe às 22h24

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Frase do dia

Frase do dia

"A condução da campanha de televisão o marqueteiro faz, isso não compete a mim. (...) A decisão está na mão do marqueteiro. (...) Se você quiser saber o que achei, eu não vi, não li. As pessoas me contaram, eu li, soube, não vi a campanha"

Marta Suplicy, candidata do PT, em sabatina da Folha, sobre a inserção que questiona aspectos pessoais de Gilberto Kassab (DEM)

Escrito por equipe às 20h56

Comentários () | Enviar por e-mail | Frase do dia | PermalinkPermalink #

Folha sabatina Kassab amanhã

A Folha sabatina amanhã, dia 14, o prefeito Gilberto Kassab (DEM).

A inscrição para participar do evento pode ser feita nesta terça, das 11h às 14h.

A sabatina será realizada das 15h às 16h30 no teatro Folha (shopping Patio Higienópolis, 618, 2º piso, SP).

No segundo turno, as campanhas do PT e do DEM definiram que os candidatos participarão apenas dos debates acertados com redes de televisão. Por essa razão, a Folha realiza sabatina em São Paulo, e não debate, como no Rio.

Ao longo da sabatina, os candidatos responderão a perguntas de jornalistas da Folha, da platéia (que poderá enviar questões por escrito ao longo do debate) e dos internautas, que podem enviar suas questões pelo e-mail perguntadasabatina@grupofolha.com.br.

Os interessados em participar do evento podem se inscrever pelo telefone 0/xx/11/3224-3473 ou pelo e-mail eventofolha@folhasp.com.br.

É preciso informar nome, RG e telefone.

Escrito por equipe às 19h52

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Marta diz em sabatina que não fala da vida pessoal

da Folha

A sabatina da Folha com Marta Suplicy acabou em clima tenso.

O editor de Brasil, Fernando de Barros e Silva, mediador do encontro, perguntou à petista se ela relacionava a sua derrota na eleição de 2004 à sua separação do senador Eduardo Suplicy.

Em seu questionamento, Barros e Silva leu trecho do recém-lançado livro da petista, "Minha Vida de Prefeita", sobre esse tema:

"Ninguém me defendeu. Eduardo mostrou seu sofrimento público e eu remoí minhas aflições em particular. Com isso, tornei-me a megera da história", escreveu a ex-prefeita.

Irritada, Marta respondeu que não iria comentar e que a Folha não tinha o direito de fazer mais perguntas sobre esse tema e que não iria falar de sua vida particular no jornal.

                                                         Rogério Cassimiro/Folha Imagem

Marta Suplicy durante sabatina da Folha, nesta tarde

O editor afirmou que o jornal poderia fazer qualquer pergunta à candidata e que ela tinha o direito de responder ou não.

Houve manifestações na platéia. Em seguida, a sabatina se encerrou com um "pingue-pongue", com perguntas e respostas rápidas.

Escrito por equipe às 18h49

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Em nota, PT diz que Kassab 'vende gato por lebre'

da Folha

A campanha de Marta Suplicy divulgou nota nesta tarde em que afirma que ao perguntar sobre "o estado civil do candidato Gilberto Kassab (...) apenas defendeu o legítimo direito de o eleitor conhecer (...) a história de quem se apresenta para governar a maior cidade do país".

A nota é para explicar a inserção em que questiona aspectos pessoais do adversário, com perguntas como: "Você sabe se ele é casado? Tem filhos?".

Na peça, outras questões foram feitas, como "Você sabe (...) se ele já teve problemas com a Justiça? Se melhorou de vida depois da política?".

"A campanha de Marta repudia veementemente as insinuações que alguns veículos têm feito a respeito do comercial levado ao ar no domingo", começa o texto do PT, assinado pelo coordenador da campanha de Marta, Carlos Zarattini, deputado federal.

Segundo a nota, Kassab "dedica-se, em sua campanha, a esconder sua trajetória e companhias, seus compromissos e lealdades, vendendo gato por lebre ao eleitor".

E aproveita para atacar o prefeito, chamando-o de "filhote do malufismo".

"As insinuações absurdas e cínicas sobre invasão de privacidade do outro candidato são inaceitáveis. Basta lembrarmos da história de Marta, protagonista das principais lutas em defesa dos direitos da mulher e das liberdades individuais."

Escrito por equipe às 18h15

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Lula diz que não viu comercial de Marta

da Folha

Marta Suplicy disse há pouco na sabatina da Folha que não viu no ar o comercial que questiona aspectos pessoais de Gilberto Kassab (DEM).

Em Toledo, na Espanha, o presidente Lula também afirmou não ter assistido ainda à peça da campanha do PT em São Paulo.

Como falou que não viu, disse que só irá comentar o tema na volta ao Brasil.

No programa de TV, em depoimento exclusivo gravado para a candidata, o presidente afirmou ser "importante a gente conhecer bem a pessoa em que vai votar".

"Cada um tem sua história, seu partido e projeto políticos", disse Lula na TV.

Escrito por equipe às 16h59

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Decisão foi do marqueteiro, diz Marta

LAURA MATTOS
da Folha

Marta Suplicy (PT) disse há pouco na sabatina da Folha que a responsabilidade pela propaganda que explora a vida pessoal de seu adversário não é dela, mas do marqueteiro de sua campanha, João Santana.

"A decisão está na mão do marqueteiro. [...] Eu nem vi a campanha no ar", afirmou a petista, sobre o comercial que diz que o eleitor deve saber se Gilberto Kassab (DEM) é casado e se tem filhos.

Na sabatina, Marta afirmou que o eleitor deve "conhecer a biografia", o que inclui saber se o candidato "é casado, solteiro, viúvo".

Escrito por equipe às 16h15

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

DEM diz que Kassab venceu; PT vê vitória de Marta

CATIA SEABRA
da Folha

Contratada pela campanha de Gilberto Kassab (DEM), uma pesquisa qualitativa realizada na noite de ontem apontou vitória do prefeito no debate contra Marta Suplicy (PT), na Band.

Vinte pessoas assistiram, monitoradas, ao programa. Dessas, oito se disseram eleitores de Kassab, oito, de Marta, e quatro falaram que estão indecisos.

Ao final, 13 afirmaram que o prefeito se saiu melhor, 6 acharam que a petista venceu, e um eleitor ficou indeciso.

Na avaliação bloco a bloco, 15 de 20 eleitores disseram que o prefeito venceu o terceiro bloco. Foi neste que a candidata se exaltou ao ver negado pela emissora pedido de direito de resposta.

No entanto, de acordo com o site da candidata Marta, ela saiu vencedora do programa de ontem.

"Marta vence o debate: candidata desmascara Kassab e prova que ele não faz como prefeito o que promete como candidato", diz chamada na página principal.

"Marta, em participação inspirada, arrasou o opositor e foi considerada de longe a vencedora do confronto de propostas, provando que o atual prefeito tem duas caras", avaliou a equipe da petista.

Escrito por equipe às 13h01

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A arte da retórica

da Folha

 

O debate paulistano da Band, ontem à noite, não foi nada econômico em ironias, hipérboles, interjeições e outros recursos de linguagem para chamar a atenção do telespectador e deixar o interlocutor em situação desconfortável.

 

Você é capaz de identificar o autor de cada frase abaixo?

 

1) "Credo!"

 

2) "Vixe Maria, é impressionante!"

 

3) "Tô pasmo(a) com o que você está falando."

 

4) "Explique-se!"

 

5) "Você é exatamente desse jeito: finge que faz."

 

6) "Faço um convite, vamos manter o nível desse debate."

 

7) "Essa é uma mentira tão deslavada que eu não vou ficar aqui desmentindo, vai ficar até ridículo."

 

8) "E ainda vem agredir, dizendo que a gente mente."

 

9) "As mentiras têm que ser aqui desmentidas."

 

10) "Me desminta, me desminta. É verdade ou não é?"

 

11) "Na-na-não, peraí!"

 

12) "Cabeça muito pequena. Você está pensando muito pequeno."

 

13) "Eu agradeço você dar esse depoimento, esse testemunho, porque mostra que a gente está no caminho certo."

 

14) "É um factóide."

 

15) "É muito, muito impressionante."

 

16) "É constrangedor."

 

17) "Você fez uma coisa muito perversa."

 

18) "Eu até abro mão do direito de resposta para não complicar nossos juristas."

 

19) "Vou aproveitar para dizer que isso me magoou muito."

 

20) "Eu penso nas pessoas, ao contrário de você."

 

21) "Você tem essa mania de trazer para a campanha o Lula, o Maluf, o Pitta."

 

22) "Ôpa, ôpa!"

 

Clique aqui para saber o autor de cada frase.

Escrito por equipe às 12h02

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Inserção de Marta domina bastidores na Band

da Folha

inserção de Marta Suplicy questionando a vida pessoal de Gilberto Kassab dominou os bastidores do debate da Band. Os adjetivos usados de ambos os lados são impublicáveis.

Os petistas tentaram minimizar os efeitos da propaganda, classificando a abordagem pessoal como "um detalhe".

Do outro lado, a vida pessoal de Marta não foi poupada pelos kassabistas. 


Reprodução do comercial na TV de Marta contra Kassab

Escrito por equipe às 23h51

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Debate na Band em SP tem pico de 9 pontos

da Folha

O debate da Band em São Paulo registrou neste domingo audiência média de 6 pontos no Ibope.

Em alguns momentos, o programa teve pico de 9 pontos, segundo medição prévia.

No primeiro turno, o programa da Band do dia 11 de setembro registrou audiência média de 4,1 pontos.

Cada ponto na Grande São Paulo equivale a 56 mil domicílios.

Escrito por equipe às 23h20

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Quatro anos depois

da Folha

Nem Kassab criticou o governo federal, nem Marta atacou a gestão do Estado.

Essa foi uma das grandes diferenças do debate inaugural do segundo turno em relação ao primeiro duelo Marta x Serra em 2004, como mostrou reportagem da Folha quatro anos atrás (só para assinantes).

As duas administrações atacadas pela candidata petista eram do PSDB; FHC tinha deixado o Palácio do Planalto no final de 2002 e Geraldo Alckmin ainda estava no dos Bandeirantes.

Agora, com as boas avaliações obtidas por Lula e Serra em pesquisas de opinião, os dois palácios sumiram do radar dos debatedores.

Escrito por equipe às 23h14

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Frase do dia

Frase do dia

"A candidata Marta faz um debate pequeno, até mesquinho. Talvez seja o desespero por conta do resultado das pesquisas"

Gilberto Kassab, candidato do DEM, no debate da Band

Escrito por equipe às 23h12

Comentários () | Enviar por e-mail | Frase do dia | PermalinkPermalink #

Frase do dia

Frase do dia

"Acho que é importante saber com quem você anda. Eu ando com o Lula e você anda com o Maluf e com o Pitta. Por que tem vergonha deles?"

Marta Suplicy, candidata do PT, no debate da Band

Escrito por equipe às 23h11

Comentários () | Enviar por e-mail | Frase do dia | PermalinkPermalink #

Tive receio que degringolasse, diz Boris

da Folha

O jornalista Boris Casoy, mediador do debate na Band, disse que o programa foi "difícil" para ele.

"Tinha eletricidade no ar. Tinha 5.000 volts circulando. O que eu tive que ouvir da platéia... O debate foi muito tenso, a aparência de calma que eles [manifestavam] em frente às câmeras não era o que revelavam nos bastidores."

Boris foi chamado de "vendido" pela platéia, quando negou direito de resposta pedido por Marta Suplicy.

"Foi duro de fazer. Tenho grande experiência, mas confesso que tive receio de que as coisas pudessem degringolar. Me assustou", afirmou o mediador.

A campanha do PT acusou a emissora, após o debate, de falta de isenção.

Escrito por equipe às 22h56

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Transporte domina debate em São Paulo

da Folha

 

Foram seis perguntas sobre o assunto no evento da TV Bandeirantes.

 

Os candidatos falaram sobre pavimentação, pedágio urbano, fraudes em catracas, custo do transporte coletivo, corredores de ônibus e mobilidade urbana.

Escrito por equipe às 22h50

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

"Por favor, não me chamem de mensaleiro"

da Folha

O debate da Band em Belo Horizonte (MG) terminou há pouco com um apelo de Márcio Lacerda (PSB), candidato de PT e PSDB.

Ele, que alega estar sendo ofendido nas ruas por ter tido o seu nome vinculado ao escândalo do mensalão, em 2005, pediu aos eleitores e adversários: "Por favor, não me chamem mais de mensaleiro".

Em 2005, o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares disse que R$ 457 mil foram repassados a Lacerda para pagamento de produção de programas televisivos de Ciro Gomes e de Lula (segundo turno), na campanha de 2002.

Quando os repasses foram revelados, Lacerda deixou o cargo que exercia na época, número dois do Ministério da Integração Nacional.

Em São Paulo, o mensalão também foi citado por Gilberto Kassab contra Marta Suplicy.

Escrito por equipe às 22h44

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Kassab tenta vincular Marta ao mensalão

da Folha

Gilberto Kassab, exercendo direito de resposta concedido pela "equipe de juristas" da Band, como anuncia Boris Casoy, o mediador, vinculou Marta Suplicy ao mensalão.

Disse que a mulher de Delúbio Soares, ex-tesoureito do PT que é réu no processo do mensalão no STF, assessorou a petista.

Mônica Valente, mulher de Delúbio, foi chefe-de-gabinete da então prefeita, em 2001 e 2002, e, depois, secretária municipal de Gestão Pública.

Marta, que tenta vincular o adversário ao malufismo, lembrando sempre que pode da participação dele no governo de Celso Pitta (1997-2000), pediu direito de resposta, mas não foi atendida pela emissora.

Da platéia, veio o grito para Boris Casoy: "Vendido!".

Escrito por equipe às 22h27

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O custo do transporte coletivo

da Folha

 

Os dois candidatos à Prefeitura de São Paulo falaram há pouco sobre o custo do transporte coletivo para os cofres públicos.

 

Reportagem da Folha na última semana (só para assinantes) mostrou que a gestão de Kassab destinou R$ 600 milhões às empresas de ônibus no Orçamento do ano que vem.

 

É quase o dobro dos recursos previstos para este ano.

 

O aumento dos repasses de dinheiro público às empresas tem como objetivo permitir que o prefeito cumpra a promessa de não aumentar o preço da tarifa, hoje em R$ 2,30.

Escrito por equipe às 22h18

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Feldman sugere que Marta "relaxe"

da Folha

Questionado pela equipe do "CQC", da Band, sobre que sugestão daria a Marta para melhorar o relacionamento dela com a equipe do programa humorístico, Walter Feldman, tucano que apóia Gilberto Kassab (DEM), disse apenas: "Relaxa".

Escrito por equipe às 22h02

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Marta diz que 'arrumou' trânsito

da Folha

No primeiro bloco do debate na TV Bandeirantes, ao falar sobre o trânsito, Marta afirmou: "Peguei caótico e arrumei".

Em novembro de 2004, no final do mandato de Marta à frente da prefeitura, uma chuva fez com que fosse batido o recorde de congestionamento pela manhã na cidade de São Paulo. Foram 191 km de lentidão.

O índice na gestão da petista superou os 163 km registrados em novembro de 1996, no governo de Paulo Maluf, como mostra reportagem da Folha à época (só para assinantes).

Escrito por equipe às 21h44

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Marta questiona posição de Kassab sobre CEUs

da Folha

 

Marta questionou Kassab no debate sobre o motivo de ele prometer nesta campanha algo que vetou como prefeito: a criação de cursos técnicos nos CEUs (Centro Educacional Unificado).

 

Como mostrou reportagem da Folha (só para assinantes), o prefeito vetou projeto do vereador José Américo (PT) que propunha que os CEUs fossem “utilizados, no período noturno, preferencialmente, para o ensino profissionalizante”.

Escrito por equipe às 21h33

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Kassab diz ter 'tranqüilidade' para falar da vida pessoal

da Folha

Questionado sobre a inserção de Marta Suplicy, Gilberto Kassab (DEM) afirmou: "Tenho muita tranqüilidade para responder qualquer coisa sobre a minha vida pessoal".

E encerrou a entrevista que concedia na Band, antes do programa. 

Pouco antes do debate, o prefeito chamou seu coordenador de comunicação, Luiz González, para uma conversa.

Escrito por equipe às 21h30

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mediador chama petista de "dona Marta"

da Folha

Boris Casoy, mediador do debate da Band, se referiu à candidata do PT como "dona Marta Suplicy", modo como Paulo Maluf (PP) costuma chamar a ex-prefeita.

Escrito por equipe às 21h11

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Serra não comparece ao programa da Band

da Folha

Como já tinha feito no primeiro turno, José Serra (PSDB), governador de São Paulo, não foi ao debate da Band.

Seu vice, Alberto Goldman, outro tucano, está no estúdio, acompanhado de secretários estaduais.

Escrito por equipe às 20h59

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Petista não cumprimenta marqueteiro de Kassab

da Folha

Coordenador-geral da campanha de Marta Suplicy (PT), o deputado federal Carlos Zarattini não cumprimentou o coordenador de comunicação de Gilberto Kassab (DEM), Luiz Gonzáles, na chegada do debate da Band.

Zarattini passou por trás dos jornalistas, desviando.

Nos bastidores, um só assunto entre políticos, assessores e jornalistas: a inserção de Marta questionando a vida pessoal de Kassab.

Escrito por equipe às 20h47

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Kassab e Marta já estão na Band

da Folha

Gilberto Kassab (DEM) e Marta Suplicy (PT) já estão no estúdio da Band para o debate.

O programa começa logo após o horário político, às 20h50.

                                                        Rubens Cavalari/Folha Imagem

Gilberto Kassab durante a chegada nos estúdios da Band

Ao todo, os candidatos deverão se enfrentar diretamente durante 80 minutos, com 64 momentos de confronto direto.

O debate todo terá quatro blocos e deverá durar duas horas.

                                                                Danilo Verpa/Folha Imagem

Marta Suplicy fala com jornalistas durante chegada à Band

Escrito por equipe às 20h24

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Kassab não fala sobre ataque do PT em almoço

CATIA SEABRA
da Folha

O prefeito Gilberto Kassab (DEM) reuniu a equipe de comunicação de sua campanha num almoço em sua casa neste domingo.

O prefeito repassou as principais questões para o debate de hoje.

Mas, segundo um dos participantes do almoço, a nova inserção de Marta Suplicy (PT) sobre a vida pessoal do adversário não foi objeto de discussão.

Escrito por equipe às 19h28

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Na TV, Marta questiona vida pessoal de Kassab

da Folha

A campanha de Marta Suplicy (PT) não perdeu tempo na volta à TV, hoje. Precisando reverter até o dia 26 de outubro uma desvantagem de 17 pontos para Gilberto Kassab (DEM), partiu para o ataque nas inserções, questionando até aspectos da vida pessoal do adversário.

Em uma das peças novas, o narrador faz perguntas sobre a trajetória do prefeito: "Você sabe mesmo quem é o Kassab? Sabe de onde ele veio? Qual a história do seu partido? De quem foi secretário e braço direito? De quem esteve sempre ao lado desde que começou na política? Se já teve problemas com a Justiça? Se melhorou de vida depois da política?".

Ficou para o final: "Você sabe se ele é casado? Tem filhos?".


Reprodução de comercial da Marta contra Kassab

A peça de Marta termina chamando o eleitor a "conhecer bem" o candidato antes de decidir o voto.

"Já que ele não informa nada, não é mais prudente se informar melhor sobre ele?", diz o narrador da campanha petista.

Os dois candidatos se enfrentam hoje à noite no primeiro debate do segunto turno, promovido pela Band.

Escrito por equipe às 16h29

Comentários () | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Blog do caderno Brasil, da Folha, com curiosidades e bastidores das campanhas pelo país, nas ruas e no horário eleitoral. É coordenado por editores do caderno, com produção de repórteres e redatores, em São Paulo, das sucursais de Brasília e do Rio e dos correspondentes da Agência Folha.

SITES RELACIONADOS

BUSCA NO BLOG


ARQUIVO


Ver mensagens anteriores
 

Copyright Folha Online. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha Online.